Preso suspeito de estuprar e matar adolescente em Morros

A Polícia Civil  prendeu Tadeu Santos Diniz, de 23 anos. Ele é apontado de ser o autor do homicidio que teve como vitima a adolescente Maria Francisca Dutra Diniz, 17 anos.

Exames de DNA apontaram que Tadeu Santos Diniz estuprou e matou a adolescente Maria Francisca Dutra Diniz, de 17 anos. — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Segundo a polícia, a prisão foi possível após  exames de DNA que constataram compatibilidade com o material genético encontrado no corpo da jovem. Além de ser vitima de estupro, o laudo do  Instituto Médico Legal (IML) também  constatou que Maria foi morta por asfixia .

No decorrer do inquérito de investigação, a polícia descobriu que Maria era procurada por Tadeu, mandava mensagens e que queria ter um relacionamento amoroso, mas ela não queria e acabou namorando com outro jovem.

Com os resultados dos exames, a Polícia Civil pediu pela prisão preventiva de Tadeu, o que foi cumprido na segunda-feira(29), na cidade de Morros. Após a prisão, ele foi encaminhado para a Unidade Prisional de Ressocialização de Rosário.

Relembre sobre o caso

O corpo de Maria foi encontrado pelo namorado em um terreno baldio, e com sinais nas unhas que indicam que ela teria arranhado o assassino. O crime ocorreu em fevereiro deste ano quando a adolescente voltava para a sua casa.

Policial Militar reformado é preso em cumprimento de mandado de prisão

A Polícia Civil do Estado do Maranhão prendeu nesta segunda-feira(01), em cumprimento a ordem judicial, em desfavor do  3º sargento reformado da Polícia Militar do Maranhão,Raimundo Martinho Mendes.

Segundo informações,o mandado de prisão  a mandado de prisão por sentença condenatória em decorrência do  homicídio que teve como vítima do crime Francisco Freitas Filho.

Arma apreendida durante o cumprimento do mandado judicial.Foto: Polícia Civil.

Durante o cumprimento do mandado de prisão  realizado por agentes do 18º Distrito Policial da Cidade Olimpica,foi apreendida em sua residência uma espingarda, de fabricação artesanal, de calibre não identificado e, diante disso, também foi dada voz de prisão pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

Após o procedimento,o Raimundo Martinho foi conduzido  para o Presídio Militar do Comando Geral da Polícia Militar,no Calhau; ficando à disposição da Justiça.

Polícia Militar prende suspeito de homicídio no bairro Cohab em São Luís

Adão  Carvalho Filho,suspeito de ter efetuado o disparo que vitimou Danilo . Foto: Polícia Militar.

Um homem,  identificado apenas por Danilo, foi assassinado na manhã desta terça-feira (18) em frente ao Terminal de Integração do bairro Cohab/Cohatrac, em São Luís.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima estava sentada em frente ao terminal quando foi atingida por um disparo na cabeça, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

 Adão Carvalho Mendes Filho, o “Adãozinho”, foi preso em flagrante delito pela Polícia Militar suspeito de praticar o crime.

Ainda segundo informações da SSP, o crime foi motivado entre facções. Adão foi encaminhado à Superintendência Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

Dois filhos de Flordelis e de pastor são suspeitos de matar o pai para defender mãe após traição

A Deputada Flordelis e o marido, Anderson do Carmo, morto na residência da família no último domingo(16).

A investigação sobre a morte do pastor Anderson do Carmo de Souza, marido da deputada federal Flordelis (PSD), aponta que dois filhos do casal são suspeitos de matar o pai. Uma das linhas de investigação é que eles teriam cometido o crime para defender a mãe, após descobrirem uma relação extraconjugal de Anderson.

Durante o enterro, nesta segunda-feira (17), a os agentes da polícia agiram discretamente e prenderam Flávio dos Santos, filho biológico apenas de Flordelis – a deputada e Anderson do Carmo registraram 55 filhos, a maioria, adotado. Flávio tinha um mandado de prisão por violência doméstica.

Outro filho do casal também foi preso. Lucas, de 18 anos, que é adotado, foi encontrado na casa onde o pastor foi morto. Quando era menor, ele se envolveu com tráfico de drogas. Lucas e Flávio prestaram depoimento durante esta tarde na Delegacia de Homicídios de Niterói sobre a morte do pai.

Flávio passou a noite da Delegacia de Homicídios, e Lucas foi transferido para unidade do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), já que quando ele cometeu o crime por tráfico de drogas era menor de idade.

A deputada Flordelis rechaça a hipótese de que um de seus filhos seja o autor do crime: “Isso é ridículo, acusar alguém sem provas”. Ela acredita que o crime foi uma tentativa de assalto. “É nisso que eu acredito, que foi um assalto, e que ele morreu defendendo a família”, disse Flordelis durante o enterro.

A polícia informou que os criminosos fugiram do local sem levar nada. Investigadores revelaram também que os bandidos usaram toucas ninja e que doparam o cachorro da família antes do crime.

G1 RJ

Sargento da Polícia Militar mata ex-namorada no Maranhão

Um policial militar identificado como sargento Marcos Vinícius Gomes Costa, de 43 anos, matou sua ex-namorada Marcele Cardoso da Silva, de 26 anos, e logo em seguida tirou a própria vida. De acordo com as primeira informações policiais. Os corpos foram encontrados na manhã desta quinta-feira (7), em um quarto na casa da mãe do sargento, no bairro Cohab, em São Luís. A suspeita é que o crime tenha acontecido na noite dessa quarta-feira (6).

Marcele da Silva tinha um filho de três anos de outro relacionamento e era servidora do Detran. O policial também tinha um filho de quatro anos de outro relacionamento e era lotado no Comando Geral da Polícia Militar.

Segundo informações de parentes de Marcos Vinícius, ele teria ligado na noite de quarta pra ex-mulher (com quem tem um filho) dizendo que ia se matar.

Pelas informações da família de Marcele, o sargento estava tentando a reconciliação com ela, insistindo em contatos telefônicos. Horas antes de ser morta, a família disse que ela entrou em contato falando que iria na residência do ex-namorado a pedidos dele. Preocupados com a falta de contato desde então, os pais da vítima foram até a casa onde o sargento estava morando e encontrando o imóvel fechado, ligaram para uma irmã de Marcos Vinícius para que eles pudessem entrar na casa e foi quando viram os corpos em um dos quartos.

A investigação segue ao comando da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SHPP).