Contrato entre prefeita de Santa Luzia e empresa C.H da Silva é alvo de investigação

A prefeita de Santa Luzia, França do Macaquinho, é alvo de um inquérito que apura irregularidades em um contrato firmado com a empresa C.H. da Silva Eireli-ME.

O Ministério Público Estadual determinou que o secretário de Saúde apresente o processo licitatório que resultou na contratação da empresa e informe no prazo de quinze dias o número oficial de óbitos nesta cidade no ano de 2020.

A instituição também vai realizar uma inspeção na C.H.DA SILVA EIRELI-ME, especificando os proprietários, objeto, estrutura física da empresa, local, registro junto aos órgãos compet entes.

Santa Luzia: Contratação irregular de advogados pela prefeita vai parar no MP

A prefeita de Santa Luzia, França do Macaquinho, está sendo investigada após uma denúncia sobre supostas contratações de advogados de maneira irregular.

Segundo informações, as contratações estão ligadas ao EDITAL N.º 001/2021. Um procedimento administrativo foi instaurado para apurar as possíveis irregularidades.

O Ministério Público determinou que, no prazo de 10 dias, França do Macaquinho apresente informações acerca da contratação de advogados referentes ao EDITAL N.º 001/2021, especificando o nome dos advogados e justificando as contratações.

Santa Luzia: MP investiga compra de livros por França do Macaquinho

Em mais um contrato suspeito de irregularidade, a prefeita de Santa Luzia, França do Macaquinho, está sendo acusada de cometer irregularidades nos procedimentos licitatórios das compras dos livros escolares para os alunos do 02° ao 5° ano (pré-escolar e creche), realizados pela prefeitura nos anos de 2020 e 2021.

As compras foram efetuadas com a empresa São Luís Distribuidora de Livros Ltda, que também é investigada. As irregularidades foram apontadas no contrato nº 112/2021. O Ministério Público Estadual determinou que a empresa apresente o recebimento dos valores pagos pela prefeitura.

Santa Luzia: vereador denuncia contrato firmado entre França do Macaquinho e a empresa Alfa Prime

Um vereador do município de Santa Luzia denuncia a prefeita França do Macaquinho por supostas irregularidades em um contrato com a empresa Alfa Prime Intermediações e Empreendimentos Eirelli.

Ao tomar conhecimento do caso, o Ministério Público Estadual determinou que França do Macaquinho apresente informações a respeito do contrato com a empresa Alfa Prime, nos anos de 2020 e 2021, e encaminhe documentos comprobatórios, como, contrato e procedimentos licitatórios para análise.

França do Macaquinho e empresa de Santa Luzia são investigadas

A prefeita de Santa Luzia do Maranhão, França do Macaquinho (PP), e a empresa F. Gomes Ribeiro – ME são investigados por possíveis irregularidades em um contrato referente a hospedagem irregular.

A denúncia apurada foi apresentada ao Ministério Público Estadual por um vereador do município. De imediato, o MP determinou que um executor de mandados se dirija a empresa F. GOMES RIBEIRO, e inspecione o número de quartos existentes no estabelecimento.

Um relatório deve ser montado especificando a quantidade de apartamentos individuais, duplos, triplos e quádruplos, assim como o nome do proprietário e solicite informações sobre os valores das diárias aplicadas nos anos de 2020 e 2021, referente ao apartamento individual, apartamento duplo, apartamento triplo e apartamento quádruplo.

Cabe também ao executor identificar as cinco maiores pousadas e hotéis de Santa Luzia e colher informações dos proprietários sobre conhecimento de licitação realizada pela prefeitura nos anos de 2020 e 2021, para a contratação de empresa especializada em serviço de hospedagem para atender as necessidades da gestão.

Santa Luzia: MP pressiona França do Macaquinho a realizar concurso público

A prefeita de Santa Luzia do Maranhão, França do Macaquinho, é alvo de várias denúncias sobre a contratação irregular de servidores municipais.

O Ministério Público apurou a denúncia e já tem conhecimento de supostos casos de eventuais irregularidades na contratação direta de servidores públicos municipais.

O MP convidou a gestora e a procuradora do município para comparecer à Promotoria de Justiça no dia 24 de maio de 2022, para tratar de formalização do TAC para a realização de concurso público no referido município.

A instituição requisitou ainda que a prefeita apresente documentos que demonstram o número de servidores públicos contratados em toda municipalidade, assim como projeção da necessidade de contratação para os próximos quatro anos.

 

França do Macaquinho é alvo de várias investigações

A prefeita de Santa Luzia, França da Macaquinho, está sendo alvo de uma série de investigações do Ministério Público Estadual.

O mais grave está ligado à suposta fraude em licitações que tem como objeto a aquisição de uma ambulância, fornecimento de insumos e serviços para a Secretaria de Saúde do município de Santa Luzia.

Uma outra investigação está relacionada ao atraso no pagamento da remuneração dos servidores municipais, referente ao mês de dezembro de 2020, convertida em procedimento administrativo n° SIMP – 000020-256/2021.

Um outro procedimento administrativo n° SIMP – 000037-256/2020 está apurando irregularidades em repasses de contribuições previdenciárias dos Servidores Públicos Municipais.

E por fim, mais duas investigações ligadas às denúncias de fraudes em processos licitatórios. Um envolve a Concorrência 002/2019, já o outro está ligado ao procedimento administrativo n° SIMP – 000182-256/2020, ambos realizados pela prefeita, França do Macaquinho.

PAPA-DEFUNTO! Gastos com “caixões” aumentam em mais de 100% no município de Santa Luzia

A prefeita do Município de Santa Luzia, França do Macaquinho (PP), já aumentou em cerca de 101% os gastos com urnas funerárias durante toda a sua gestão. Ao todo já foram gastos o valor de R$ 1.133.200 em serviços de funerais no município.

Dados do TCE (Tribunal de Contas do Maranhão) e levantamento do site Folha do Maranhão, mostram a evolução nos gastos com caixões, serviços de transportes e exames cadavéricos no município.

CONTRATOS

Em 2016, ainda na antiga gestão da ex-prefeita Vera (PRB), o município de Santa Luzia fez aquisição de 235 caixões pelo o valor de R$ 68.250,00.

No ano de 2017, quando França do Macaquinho já era prefeita do município, esse valor mais que triplicou, chegando ao total de R$ 254.000,00. Neste contrato, foi comprado um total de 430 urnas funerárias dividias em vários tamanhos.

No ano seguinte, 2018. A gestão de França do Macaquinho aumentou em 45% os gastos com as urnas funerárias. O valor do referido contrato foi de R$ 368.100,00 por 490 urnas.

Em 2019, foi diminuído o número de urnas funerárias compradas, ficou em torno de 400 urnas. O que pela lógica, deveria diminuir os valores. Mas enganasse quem acredito nessa hipótese. Ao invés de diminuir, o contrato subiu o valor global para R$ 511.100,00.

Se for comparado com seu primeiro contrato, o valor teve um aumento de mais de 100%, mesmo diminuindo o número de urnas compradas.

EMPRESAS

Um levantamento do site Folha do Maranhão aponta que uma das empresas, a J I Marques – ME, que vendeu as urnas funerárias, é do ramo de organização de feiras, congressos, exposições e festas.

A empresa I A Ribeiro Organizações E Publicidade – ME e a Azevedo Publicidade, Editora, Capacitações e Eventos Ltda – ME, operam no ramo de publicidade e propaganda e vendas.

As empresas relacionadas acima, alteraram suas atividades comerciais para poderem participar da licitação para fornecerem urnas funerárias ao município de Santa Luzia.

MORTES

Por outro lado, dados do Registro Civil em levantamento do cartório da cidade, mostram que o número de pessoas que morreram no município, é bem menor ao número de caixões comprados pela prefeitura.

Segundos dados apurados pelo site Folha do Maranhão, o sistema registra cerca de 40 mortes no ano de 2018, 169 mortes no ano de 2019. Este ano o município de Santa Luzia já tinha registrado cerca de 150 mortes até o começo de julho.

Prefeitura de Santa Luzia do Tide celebra contrato milionário para compra de material escolar

França do Macaquinho

A Prefeitura de Santa Luzia do Tide , administrada por Francilene Paixão Queiroz,a França do Maquinho(PP), realizou  processo administrativo licitatório,visando contratar empresa para aquisição de kits didáticos  .

O valor do contrato  está orçado em R$ 1.451.824,50 milhão  e será retirado do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento de Educação Básica e Valorização do Profissional de Educação(FUNDEB).

A empresa vencedora do contrato milionário é a D L F Comercio e Distribuidora EIRELI. O acordo foi assinado no dia 25 de fevereiro deste ano e terá vigência até o dia 31 de dezembro..

 

Oposição usa Fake News contra prefeita de Santa Luzia, França do Macaquinho

A oposição do município de Santa Luzia usa mais uma vez de meios sórdidos para confundir e desnortear os desembargadores do TRE-MA.

Uma montagem que circula nas redes sociais, feita por opositores da gestão de França do Macaquinho, tenta retratar uma conversa onde a prefeita se diz satisfeita por “convencer” desembargadores do TRE a votar contra sua cassação.

A história e a imagem lançada nas redes sociais não passa de um fake news mau montado e muito mau forjado por opositores. A tentativa de embaraço e tumulto no julgamento da prefeita de Santa luzia, foi arquitetada e planejada em uma reunião que ocorreu no restaurante do prédio Tecc office, empresários que já planejam saquear os cofres do município e alguns opositores se reuniram e tramaram juntos toda a história.

As fotos da “reunião”, publico no próximo poster…