Prefeito de Bela Vista comete crime e contrata empresa do próprio vice por mais de R$ 1,4 milhão

Prefeito e vice-prefeito de Bela Vista MA

O prefeito Augusto Filho, de Bela Vista do Maranhão, em poucos meses de governo tem se esforçado para dilapidar os cofres do município. E para isso, Augusto, conta com a ajuda do vice-prefeito Josiel Roseno, que é proprietário de um posto de combustível no município, que de uma tacada só faturou mais de R$1,4 milhão em contratos na própria gestão. Sem dúvidas é uma das coisas mais imorais que você, caro leitor, já tenha lido de denúncia neste blog.

Os contratos para fornecimento de combustíveis para as secretarias de Bela Vista foram em benefício da empresa: Roseno Comércio de Derivados de Petróleo Ltda. A empresa é de propriedade do Vice-prefeito e Idejane Fernandes Lopes, sua esposa.

Além dos contratos com a finalidade de fornecimento de combustível que ultrapassam R$1,4 milhão, a gestão ainda assinou contratos para fornecimento de refeições destinadas as secretarias do município. Além de tudo isso, a empresa que fornece quentinhas também é uma churrascaria pertencente ao vice-prefeito.

O vice-prefeito Josiel Roseno e o prefeito de Bela Vista, cometeram diversos crimes por meio desses contratos. Ambos ferem o princípio da igualdade, como o da moralidade e da impessoalidade.

Em hipótese alguma Josiel Roseno poderia vencer ou ao menos participar de qualquer tipo de licitação no município de Bela Vista do Maranhão, tendo em vista que o mesmo ocupa o cargo de vice-prefeito e, obviamente, se destacaria ilegalmente quanto aos outros participantes, por isso feriu o princípio da igualdade. O vice-prefeito não só foi desleal, como se distanciou do que rege a administração pública que é a boa-fé, lealdade e probidade, ferindo o princípio da moralidade.

O Princípio da Impessoalidade tem como fundamento o Estado Democrático de Direito, uma vez que sua existência representa o ideal de justiça comum, sem privilégios, elevando a coisa pública sobre a privada. O que ocorreu em Bela Vista é contrário ao que diz o principio da impessoalidade.

Veja o contrato:

Consequências

Tanto o prefeito como o vice-prefeito de Bela Vista, devem responder na justiça por improbidade administrativa, fraude em licitação e podem, inclusive, perder os mandatos. É o que se espera da justiça. Caso contrário, a justiça estaria cooperando para que mais crimes como estes ocorram em administrações públicas de Brasil a fora.

VAI DAR CADEIA! Vice prefeito denúncia Umbelino Ribeiro na PF pelos crimes de organização criminosa, formação de quadrilha, peculato…

A cada dia que passa a situação do prefeito de Turiaçu, Umbelino Ribeiro se complica mais perante a justiça. Como se já não bastasse o montante de processos que o mesmo responde, desta vez  alguns vereadores e o vice prefeito do município resolveram denunciar Umbelino Ribeiro na CGU e na polícia Federal. Segundo denúncia encaminhada a controladoria geral da união, Umbelino coordenou um esquema criminoso que com uma única licitação roubou quase 1,5 milhão de reais dos cofres do município. Ocorre que a presidente da CPL de Turiaçu senhora Helda de Jesus Sousa é filha da proprietária de uma empresa de fachada que faturou o montante sem se quer ter uma nota de entrada de mercadoria, funcionários, ou sede comercial. O prefeito também foi denunciado ao Ministério Público Federal pelos crimes de organização criminosa, peculato, prevaricação, corrupção ativa e passiva. 

Umbelino denunciado na polícia federal. 

A denúncia formulada na superintendência da PF requer que o órgão investigue suposta fraude nos registros de funcionários da saúde, consta  lotados em postos de atendimentos como se atendessem 40 horas, porém na prática nunca se quer compareceram aos postos de trabalho. A fraude segundo os denunciantes precisa ser investigada pelo órgão e se comprovada, pode resultar em cadeia para Umbelino Ribeiro. 

Veja as denúncias

Bandidos sequestram comerciante e são presos em São Luís

Uma mulher foi vítima de um sequestro na manhã desta quinta-feira (25), na região do Apeadouro. Três suspeitos entraram no veículo deixando a vítima no banco de trás.

A Polícia Militar foi acionada e iniciou uma perseguição. Os suspeitos só pararam o veículo porque o pneu furou quando já estavam na avenida dos Franceses, perto do Estádio Castelão.

O trio foi preso, e a vítima libertada. Os suspeitos foram identicados como Magno Bruno Dantas, Breno Adriano Sá e Vanderson Sousa Araújo.

Todos foram encaminhados à Delegacia de Roubos e Furtos.