O 2018 de Daniella Tema…

Deputada Daniella Tema e seu esposo prefeito Tema

Daniella Tema foi eleito ao cargo de Deputada Estadual do Maranhão pelo DEM, nas eleições de 2018, pela coligação todos pelo Maranhão 3. Natural de Presidente Dutra, no interior do Maranhão, Daniela, é esposa do prefeito de Tuntum, Cleomar Tema, ex-presidente da FAMEM, federação dos municípios do estado do Maranhão.

Eleita deputada com 1,25% dos votos em todo Maranhão, Daniella, obteve 40 541 (quarenta mil quinhentos e quarenta e um) votos.

A eleição de Daniella, não surpreendeu analistas políticos do estado, tendo em vista o suposto “aparelhamento” feito por seu esposo Cleomar Tema, usando a prefeitura de Tuntum e a Federação dos municípios do Maranhão, que de acordo com informações obtidas pelo blog, foi usada como “cabide” de empregos para diversas lideranças politicas do Maranhão.

De uma forma ou de outra o ano de 2018, foi mais que “especial” para a deputada Daniella Tema.

Sob influência de Marcelo Tavares, Plácido Holanda deve votar em Tema na eleição da FAMEM

Plácido Holanda, Cleomar Tema, assessores e Daniela Tema

Na região do alto turi Maranhense o prefeito de Santa Luzia do Paruá é o único que votará em Cleomar Tema para reeleição na FAMEM. 

Plácido é aliado de primeira hora do deputado eleito Marcelo Tavares, o pivô da disputa entre Erlânio e Tema, segundo apurado Tema já pensava em desistir de ser candidato à reeleição na FAMEM, porém Marcelo Tavares e o vice governador Carlos Brandão, convenceram o prefeito de Tuntum a pleitear novo mandato. 

Cleomar Tema obliterou que foi preso pela PF…

Tema sendo conduzido pela PF

O blog alertou poucos dias que a eleição da FAMEM, marcada para o próximo dia 30 deve “esquentar” os bastidores da política no Maranhão. Reveja AQUI.

O atual presidente Cleomar Tema, não desiste e vai tentar de tudo para conseguir uma improvável reeleição, e nos últimos dias, Tema tem usado de todas as estratégias, até membro do judiciário ele quer envolver para que se reeleja.

Alguns comunicadores aliados do prefeito de Tuntum e bem “alinhados” na FAMEM, estão “ordenados” a “implodir” negativamente o nome de Erlânio Xavier. Erlânio é o nome em ascensão entre os prefeitos para presidir a FAMEM, nos próximos anos. Hoje (10) por exemplo, surgiu uma série de ”informações” relembrando processos antigos que Erlânio está “arrolado” inclusive na polícia Federal, o problema é que Cleomar Tema foi preso pela PF na operação “rapina” que investigava denúncias de fraude de licitações.

A ação policial, intitulada de “Operação Rapina”, contou com apoio da Controladoria Geral da União (CGU), na época Tema já estava presidente da FAMEM. Ou será que esqueceram?

Cleomar Tema é acusado de não prestar contas de arrecadação da FAMEM

A não prestação de contas dos recursos públicos recebidos pela FAMEM – Federação dos Municípios do Estado do Maranhão pode virar alvo de uma representação do Ministério Público de Contas (MPC). Segundo as informações, a entidade recebeu mais de R$ 2 milhões das cidades maranhenses associadas, entre os anos de 2017 e 2018, e não realizou a devida justificativa de destinação dos valores ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA), ao Conselho Fiscal e muito menos à Promotoria de Justiça de Fundações e Entidades de Interesse Social.

De acordo com o que apurou o Maranhão de Verdade, anualmente, até 30 de junho, as entidades semelhantes à Famem devem prestar contas à promotoria referente ao exercício financeiro do ano anterior. No entanto, um dos filiados alega que há anos a caixa preta da entidade não é aberta.

“Há anos não sabemos quanto a Famem arrecada. Precisamos saber quanto se arrecada e onde se gasta, pois, os recursos que são frutos da arrecadação dos municípios são oriundos do FPM”, destacou uma fonte consultada pela reportagem.

Além de não prestar contas, o presidente da Famem, Cleomar Tema também é acusado de não realizar licitação para a aquisição de produtos e contratação de serviços. “Como nunca houve qualquer prestação de contas, nem tampouco existe portal de transparência no sítio da Famem, não se conseguiu descobrir qual foi o destino dessa gorda quantia que vem sendo arrecadada pela entidade. Também não se conseguiu verificar se o presidente e demais agentes da associação recebem vencimentos ou qualquer outro tipo de pagamento”, acrescenta a fonte ouvida pelo Maranhão de Verdade.

A natureza jurídica da Famem também vem sendo. Alguns especialistas consultados pela reportagem entende que a entidade está equivocada, por se enquadrar na categoria de direito privado de natureza civil e de caráter representativo e assistencial dada aos Municípios e não como uma associação de direito público – e, portanto, passível de prestação de contas.

 “O inciso II, do Artigo 3º do Estatuto, diz que a filiação é feita através do preenchimento de instrumento bancário de autorização de débito e concordância com a cobrança de sua contribuição social de acordo com o coeficiente do Fundo de Participação dos Municípios – FPM a ser estabelecido em assembleia geral”, diz trecho do documento.

Outro problema apontado foi a forma de contribuição prevista no estatuto da Famem. Os denunciantes afirmam que, pelo fato de o débito ser realizado diretamente do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), deve-se checar se as cidades têm autorização do Legislativo para realizar o pagamento.

A partir das supostas irregularidades encontradas, não se descarta a possibilidade do presidente da Famem, Celomar Tema, ser acionado para que se abstenha de realizar quaisquer contratações de serviços, aquisições de bens e contratações de pessoal, exceto por seleção ou concurso público. Também não está descartada a possibilidade de um pedido para que a Famem seja reconhecida como ente jurisdicionado do Tribunal de Contas e não do Tribunal de Justiça, como ocorre atualmente.

Fundada em 31/10/1985, a Famem tem como propósito organizar os municípios para a defesa dos interesses em comum e tornar as administrações mais ágeis, além de solucionar problemas nas mais diversas áreas.

CAMINHO DO DINHEIRO 
Uma série especial do Blog vai mostrar caminho do dinheiro arrecadado pela Famem ao longo dos últimos anos. O caso é gravíssimo e pode sobrar até para os prefeitos Antônio José Martins, de Bequimão; Luis Mendes Ferreira Filho, de Coroatá e Idan Gomes Chaves, de Santa Filomena, ambos são membros Efetivos do Conselho Fiscal da entidade. Aguardem!

Erlânio Xavier deve disputar com Cleomar Tema á presidência da FAMEM

No Maranhão, Flávio Dino fazia questão de manter o presidente da FAMEM (Federação dos municípios do estado do Maranhão)  Cleomar Tema bem próximo do governo, Dino  já se deu conta que de nada serve Cleomar na presidência do órgão que representa os prefeitos, pois sabe que para conquistar o apoio dos prefeitos em sua maioria nas eleições de 2018 no estado, teve que usar e muito a estrutura governamental. 

E para a maioria dos prefeitos do Maranhão o órgão é apenas figurativo, prova disso é que as contribuições mensais das prefeituras maranhenses ao órgão diminuíram e muito.

O blog conversou com alguns prefeitos Maranhenses nos últimos dias e na maioria das vezes o que mais ouvia falar;  “A FAMEM se tornou um órgão “figurativo” não nos     representa, quando ocorre algo, não se expõe, para nos defender.”

Essa é a opinião de maioria dos prefeitos do estado sobre o órgão que “lhes representa.” 

Cleomar Tema por sua vez já busca uma reeleição, para muitos fácil, para outros improvável. 

Cleomar é candidato natural á reeleição porém deve disputar com nomes de peso entre eles o prefeito de Igarapé Grande Erlânio Xavier que segundo pessoas ligadas à ele demonstra total interesse de assumir o órgão e conta inclusive com o apoio e incentivo de vários prefeitos em todo o estado.

Outro forte candidato é o prefeito de Barra do Corda Éric…

Município administrado por Cleomar Tema, ex presidente da FAMEM, tem FPM bloqueado por irregularidades junto a Receita Federal

A Secretaria do Tesouro Nacional divulgou a relação dos municípios do Maranhão que estão com o Fundo de Participação dos Municípios – FPM – bloqueados por irregularidades junto a Secretaria da Receita Federal. No total, 11 municípios do Maranhão foram relacionados

O município de Tuntum também teve o recurso bloqueado.

Tuntum que é administrado por Cleomar Tema esposo da pré candidata a deputada estadual Daniela Tema e ex presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem).