Alô, MP! Serviço de abastecimento de água de Bacabal está disponibilizando água suja para os moradores

Prefeito Edvan Brandão

Um morador da cidade de Bacabal publicou um vídeo nas redes sociais mostrando a condição da água para o consumo diário no município.

No vídeo, o morador reclama da atuação do prefeito Edvan Brandão e mostra a cor da água que sai da torneira da sua residência.

“Olha a situação da água daqui de Bacabal que a gente cozinha e toma banho. Uma porcaria dessa e um prefeito que não olha para o povo. Olha a cor da água… pretinha. A água de Bacabal, da torneira do SAEE”, diz o morador.

Ainda segundo o relato do morador, apesar de ser impossível o consumo da água, a população ainda convive sob a ameaça de cortarem a ligação em caso de não pagamento.

“Quando está no final do mês eles ainda querem para gente pagar, porque se não pagar eles ainda querem cortar a lama que sai da torneira pra gente tomar banho e cozinhar”, concluiu o morador.

Obra de mais de R$ 1 milhão em Bacabal é suspeita de superfaturamento

O prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, selou um contrato milionário com a empresa F.S de Araújo Eireli de mais de R$ 1 milhão para os serviços de construção dos pórticos de entrada do município.

Em Bacabal, os moradores reclamam diariamente das obras inacabadas e o problemas na área da Infraestrutura, Saúde e Educação são corriqueiros. O valor real do contrato firmado pelo prefeito Edvan Brandão é de RS 1.035.016,68 (um milhão trinta e cinco mil dezesseis reais e sessenta e oito centavos).

“Se você vier aqui em Bacabal e olhar o portal da cidade vai ver que não vale esse valor. O prefeito não tem um pingo de vergonha na cara. Basta você dar uma volta em Bacabal que vai ver o que eu tô falando”, disse uma moradora.

Os moradores pedem a intervenção do Ministério Público para que seja acompanhada e investigada a obra suspeita de superfaturamento.

Comerciantes vão à loucura com Edivan Brandão em Bacabal

Os comerciantes de Bacabal estão perdendo a paciência com o descaso com o qual o prefeito Edivan Brandão vem tratando a questão da infraestrutura na cidade.

Empresários reclamam que, por diversas vezes, já se dirigiram à Câmara Municipal para solicitarem ajuda e nem assim os parlamentares tomaram algum tipo de providência para garantir acessibilidade e segurança à população.

“Já estamos com mais de dois meses. Já foi feito solicitação para os órgãos da prefeitura e até agora nada. E a gente se vê nessa situação. Todo caminhão que sai daqui da fonte de água de Bacabal passa por esse perrengue”, disse um empresário.

De acordo com informações, é comum carros atolarem nas ruas de Bacabal e causarem prejuízo aos proprietários de veículos.

 

 

MP investiga sumiço de quase R$ 4 milhões da prefeitura de Bacabal

O prefeito de Bacabal, Edivan Brandão, está sendo investigado após o sumiço de quase R$ 4 milhões que seriam destinados a serviços de infraestrutura do município e à construção do novo mercado municipal.

Consta no Portal da Transparência de que o município de Bacabal celebrou o Convênio nº 841100/2020, no valor total de 9.550.000,00 (nove milhões e quinhentos e cinquenta mil reais), recebendo no dia 18 de março de 2022 a quantia de R$ 3.820.000,00 (três milhões, oitocentos e vinte mil reais).

O Ministério Público está apurando o caso e exigindo que Edivan Brandão efetue a correta aplicação dos recursos públicos nos serviços de infraestrutura da cidade que incluem a pavimentação asfáltica, construção de novo mercado municipal etc.

As investigações surgiram após publicação do Blog do Werbeth Saraiva sobre o “presente de grego” que o gestor municipal presentou os munícipes no dia do aniversário de 102 anos da cidade.

AMBEV é acusada de causar danos aos moradores de Babacal

Moradores da cidade de Bacabal denunciam que a empresa AMBEV tem causado danos ambientais, poluição sonora e mal à saúde dos moradores do município.

Segundo a denúncia, os transtornos provocados pela AMBEV ligados à saúde dos moradores estão relacionados aos fortes odores de diesel e  muito barulho, causando dor de cabeça e incômodo, além de empresa ter ocasionado infiltrações na residência de uma senhora identificada como Rosário de Maria Jansen Penha.

Ao tomar conhecimento do caso, o Ministério Público Estadual instaurou uma investigação para apurar as possíveis irregularidades cometidas pela AMBEV.

Prefeito de Bacabal firmou diversos contratos com empresa investigada pela Polícia Federal

Prefeito Edvan Brandão

O prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, selou vários contratos com a empresa Droga Rocha Distribuidora investigada na operação da Polícia Federal (PF) batizada de “Free Rider”.

A empresa tem sede na cidade de Teresina (PI) e é responsável por fornecer medicamentos e insumos hospitalares para dezenas de prefeituras no Maranhão, onde firmou mais de 658 contratos em valores milionários e incalculáveis.

O Blog do Werbeth Saraiva teve acesso a alguns contratos selados entre Edvan Brandão e Droga Rocha Distribuidora com valores altíssimos.

Moradores da Vila da Paz denunciam obra milionária e mal executada pelo prefeito de Bacabal

Uma obra milionária e mal executada pela gestão do prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, no bairro Vila da Paz, se tornou alvo de insatisfação e denúncias de moradores da cidade.

Um dos detalhes curiosos da obra faraônica é que o meio fio está completamente desalinhado e, como se não bastasse, está sendo construído antes da sarjeta.

Durante o vídeo é possível observar o péssimo serviço que está sendo prestado pelo prefeito Edvan Brandão e a empresa especializada nesse tipo de serviço.

Vídeo:

https://youtu.be/uCjHyHzbzgs

Veja também: https://werbethsaraiva.com.br/2022/04/edvan-brandao-e-a-empresa-irmaos-santos-sao-investigados-em-bacabal/

 

Presente de Grego! População de Bacabal não tem o que comemorar nos 102 da cidade

Prefeito Edvan Brandão

O prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, estava programando uma verdadeira festa para “inglês ver” em comemoração aos 102 anos do município. Mas, graças a uma ação rápida do Ministério Público, não aconteceu.

Na ação que barrou o show de Xand Avião, o MP afirmou que não tinha nada contra eventos festivos, mas que diante da precariedade em que Bacabal se encontra, os recursos públicos investidos seriam mais bem utilizados para melhorar a vida da população.

Na manhã de ontem (17) um morador circulou a cidade mostrando pontos importantes de Bacabal em que obras foram abandonas, mal concluídas e esquecidas no município.

Entrada da Cidade:

Mercado Municipal:

Falta de Água (Vila Coelho)

Praça em frente à Escola 17 de abril

O prefeito Edvan Brandão prometeu o presente à população, só não informou que seria de grego.

Na SECCOR, empresário revela que filho do prefeito de Bacabal cobrou propina de 80% para liberar pagamento de licitação

Empresário relatou ao GAECO, que Davi Brandão cobrou propina de 80% para liberar pagamento. Dinheiro seria entregue ao prefeito de Bacabal, Edivan Brandão.

Após ser vítima de extorsão, o empresário Márcio do Gesso compareceu a superintendência de combate ao crime organizado-(Seccor) para denunciar o prefeito de Bacabal, Edvan Brandão, junto com um sujeito apontado como operador, Emílio Carvalho.

De acordo com a vítima, após a execução de obras e instalação de uma Subestação de Energia no Socorrão, em Bacabal, o prefeito se recusou a fazer o pagamento. Em contra partida, orientou que Márcio do Gesso, procurasse o Sr. Emílio Carvalho para que a pendência fosse resolvida. O fato curioso é que Emilio não exerce nenhum cargo no município.

Nas tratativas do caso, Márcio do Gesso foi recebido por Emílio no escritório da sua residência no centro de Bacabal. Na ocasião, estava o Secretário de Administração e filho do prefeito, Davi Brandão, e juntos apresentaram uma proposta indecente.

De acordo com o empresário, os representantes do prefeito pagariam o fornecedor pelos serviços prestados “se” ele aceitasse a negociata de 20% para empresa e 80% que deveria ser passado e dividido entre Emílio e ao filho do prefeito, Davi.

O resultado da denúncia é uma série de investigações criminais que será realizada pela Seccor, que deverá apurar possíveis irregularidades que estão ocorrendo na prefeitura de Bacabal.

 Veja os documentos:

Prefeitura comandada por Edivan Brandão contratou empresa alvo de CPI por mais de R$ 2,8 mi

 

Prefeito Edivan Brandão e empresário Diogo Cruz

A prefeitura de Bacabal, administrada pelo prefeito Edivan Brandão de Farias, (PDT), é uma das que mais recebe dinheiro público no Maranhão e também uma das que mais gasta em contratos altíssimos e na grande maioria, suspeitos. Por algum motivo o Ministério Público acompanha bem de longe e inerte.

Entre os contratos suspeitos está o contrato firmado entre a secretaria de saúde e a empresa I9 Saúde, de propriedade dos empresários Diogo Eduardo Lobo Cruz.  O objeto do contrato é a compra de R$ R$ 2.803.673,84 (dois milhões, oitocentos e três mil, setecentos e setenta e três reais e oitenta e quatro centavos), em materiais e insumos odontológicos.

A empresa de Diogo Eduardo Lobo, já foi denunciada diversas vezes por este blog e os motivos sempre os mesmos: suspeitas de irregularidades em contratos públicos.

No município de São José de Ribamar, por exemplo; a I9 Saúde, conseguiu a façanha de vender álcool gel, 375% mais caro, e por isso a Câmara de vereadores do município resolveu abrir uma CPI-Comissão Parlamentar de Inquérito, para apurar o caso.

O contrato firmado entre a prefeitura de Bacabal e a I9 saúde é outro que merece apuração e esclarecimentos por parte do Ministério Público com finalidade de evitar danos ao erário com possíveis desvios de recursos da saúde municipal.

Veja o contrato: