Aumento na tarifa de ônibus começa a ser cobrado neste sábado (26) no Maranhão

O aumento na tarifa de ônibus anunciado esta semana pela Prefeitura de São Luís e pelo Governo do Maranhão
começou a entrar em vigor a 0h deste sábado (26). Ambos os acréscimos foram de R$ 0,30 e atingem todo sistema
de transporte urbano de São Luís e também os ônibus semiurbanos e o Expresso Metropolitano.
No sistema de transporte urbano de São Luís as tarifas passam a custar R$ 3,40 nas linhas integradas e R$ 2,95
nas linhas não integradas. Nos semiurbanos, a tarifa passa de R$ 3,10 para R$ 3,40. Já o Expresso
Metropolitano passa de R$3,30 para R$ 3,60.

O aumento de passagem ocorre no mesmo período de outro reajuste realizado em 2018. No dia 22 de janeiro do
ano passado, as passagens das linhas integradas subiram de R$ 2,90 para R$ 3,10. Já nas linhas não-integradas, a
passagem de R$ 2,20 e R$ 2,50 passou a ter preço único de R$ 2,70.
Sobre o aumento no sistema de transporte urbano de São Luís, a SMTT disse que o aumento cou abaixo do que
solicitavam os consórcios que operam o serviço de transporte coletivo na capital e foram aplicados com base em
regras contratuais que levam em consideração, entre outros, os custos de mão de obra, preço dos combustíveis e
outros insumos e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

A SMTT informou ainda que as recargas realizadas antes do reajuste da tarifa nos cartões estudantis, de vale
transporte e do bilhete único terão validade até 26/02/2019.
A respeito do aumento nas tarifas semiurbanos e o Expresso Metropolitano a MOB disse que ocorre para equilíbrio
econômico-financeiro do Sistema de Transporte Coletivo Semiurbano de Passageiros para que os usuários tenham
acesso aos Terminais Urbanos de forma equilibrada.

 

Vereadores aprovam aumento de salário para prefeito e secretários em Boa Vista do Gurupi

Os vereadores da pequena cidade de Boa Vista do Gurupi (menos de 8 mil habitantes), resolveram tentar de uma maneira nada eficaz mostrar que estão “domados” pelo prefeito Antônio Batista e nenhum pouco preocupados com os recursos públicos, resolveram aprovar o aumento no salário dos secretários municipais e também do próprio chefe do executivo.

Como se já não fosse um ato “escandaloso” ainda aprovaram o 13° para o gestor que em contrapartida não tem a mesma atitude para com os contratados, como também o gozo de férias do cargo que exerce.

Enquanto isso, vereadores de oposição denunciam através das redes sociais, a instalação de uma verdadeira quadrilha que tem por finalidade os desvios do recursos públicos do erário.

AGORA LASCOU! No Maranhão Flávio Dino aumenta preço da gasolina

Reportagem da Folha de S. Paulo aponta que o governo Flávio Dino (PCdoB) foi um dos 13 que aumentaram o preço de referência sobre o qual incide o ICMS da gasolina após a greve dos caminhoneiros.

Com um detalhe: o Maranhão é um dos poucos – foram apenas três – que promoveram esse aumento sem diminuir a alíquota do ICMS sobre o óleo diesel.

“Maranhão, Piauí e Pernambuco aumentaram o preço de referência da gasolina, mas ainda não mexeram no diesel, apesar dos apelos do governo federal para que os tributos estaduais acompanhem a concessão dos subsídios”, diz a Folha de S. Paulo.

O ICMS dos combustíveis é cobrado sobre um preço de referência chamado de PMPF (preço médio ponderado final), que é definido pelas secretarias estaduais de Fazenda a cada 15 dias, de acordo com pesquisa nos postos.

Sobre esse preço incidem alíquotas que variam por produto e por estado.

Ainda de acordo com a Folha, desde o fim da paralisação dos caminhoneiros, 17 estados reduziram o PMPF do diesel, acompanhando a queda de preço provocada pelas subvenções concedidas pelo governo federal para encerrar a paralisação.

gilberto l

Tarifas de ônibus sobem no fim de semana em Imperatriz

A Prefeitura de Imperatriz informou que a partir das 00h do dia 06 de janeiro haverá reajuste no preço das tarifas do sistema de transporte coletivo urbano na cidade.
Os novos valores das tarifas serão de R$ 3,50 para o nível 01, rota Urbana; R$ 6,40, nível 02, Vila conceição; e de R$ 7,00, nível 03, Petrolina.
Segundo a Prefeitura de Imperatriz, o reajuste anual é para adequar a receita ao custo do sistema operacional, garantir a manutenção dos colaboradores e a renovação da frota de ônibus da concessionária Rio Anil Transportes (Ratrans), que opera o serviço de transporte coletivo em Imperatriz.
Gilson Neto, proprietário da Ratrans, informou que o reajuste é necessário devido a melhoria nos serviços e pelo pesado custo operacional.
“Todo grande sistema de transporte precisa realinhar os custos. Isso é anual. De 12 meses. Então você olha o preço do diesel, que hoje é um dos maiores vilões do sistema de transporte, por exemplo. No caso de Imperatriz o preço do diesel subiu 31% e o aço subiu 30% ao longo desses 12 meses. Soma-se isso ao investimento. Foi fechado o investimento na casa de 20% da frota operante ao ano e são ônibus com ar-condicionado, que são bem mais caros”, explicou.
Gilson também acrescentou que o mesmo pode ocorrer com a cidade de São Luís, onde as empresas de ônibus estariam operando com déficit operacional.
“São Luís não tem como fugir do realinhamento tarifário. Já foi feito o pedido desde setembro. A prefeitura já poderia ter concedido o reajuste desde setembro do ano passado, mas diferente de Imperatriz, onde apenas uma empresa opera, a Prefeitura informou que está analisando os números e que é mais complexo calcular porque são mais empresas que operam na cidade e por isso ainda não realizaram o realinhamento tarifário lá. A gente está operando com déficit operacional e está insustentável em São Luís”, declarou.

Do G1