40% dos maranhenses perderam representatividade na Assembleia Legislativa do Maranhão; oposição desaparece

Flávio Dino e o ex-opositor Roberto Costa

É a primeira vez em sua história que a Assembleia Legislativa do Maranhão não terá oposição. Sem oposição, o Maranhão perde representatividade na Assembleia. A confirmação de que a oposição no legislativo estadual não conseguiu formar bloco demonstra uma falta de equilíbrio no regime democrático, que é dar voz para as diferentes formas de se ver o mundo, de entender a política.

Pelo menos 40% da população enxerga na oposição sua representatividade política. Eleito com 59,29% dos votos nas últimas eleições, o governador Flávio Dino (PCdoB) conseguiu sufocar seus adversários. O deputado estadual Roberto Costa, do MDB, da ex-governadora Roseana Sarney foi um dos grandes responsáveis por desequilibrar o jogo político. Uma fonte próxima do parlamentar disse que com a perda de cargos que tinha na mesa diretora, Roberto Costa tinha que compensar de outra forma e não conseguiria dando espaço para os oposicionistas Adriano Sarney (PV), César Pires (PV) e Wellington do Curso (PSDB).

A tentativa de formar um bloco de oposição, convidando os deputados estaduais Dr. Yglésio (PROS) e Betel Gomes (PRTB), foram frustradas por parte do tiro. O bloco independente formado pelo MDB e PRTB, com Socorro Waquim (MDB), Arnaldo Melo (MDB), Roberto Costa (MDB) e Betel Gomes (PRTB) pode ganhar o reforço do deputado estadual Wendel Lages (PMN), Lages pode chegar sem ter nenhuma contrapartida.

Manobra

Sem participar de nenhum bloco, os deputados também perdem o direito de participar de qualquer comissão da casa. A representatividade também é atingida nos tempos de fala durante as sessões legislativas. Há quem procure uma brecha no regimento interno para garantir a participação da oposição nas comissões da Casa, mas o regimento é claro ao vedar a participação de deputado que não pertença a um bloco parlamentar.

Adriano, César e Wellington devem continuar fazendo oposição ao governo Flávio Dino, enquanto os demais deputados vão disputar o voto de 60% do eleitorado entre si e com os super-secretários de Flávio Dino que a cada dia um novo extra oficializa sua pretensão de chegar à Assembleia Legislativa. Quem terá um caminho mais fácil para retornar ao Palácio Manuel Beckman?

Quem são os 5 parlamentares “mais lisos” da Assembleia Legislativa

Os olhares sempre estão voltados para os políticos que possuem mais bens e riqueza, essas muitas vezes acumulada ao longo de uma vida pública.

O blog do Werbeth Saraiva levantou dados da lista de bens declarados dos atuais deputados estaduais da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Os bens foram declarados na eleição de 2018 e serviram como base da checagem, o intuito é colocar todos em um mesmo patamar de comparação.

Os dois primeiros, os deputados Rildo Amaral (Solidariedade) e Mical Damasceno (PTB), declararam para a Justiça Eleitoral não possuir nenhum bem material, contendo a informação de “nenhum bem cadastrado”.

Mesmo sem possuir fortuna, os candidatos à época não fizeram a campanha com as “mãos abanando”. Enquanto, Rildo Amaral recebeu R$79.298,90 para fazer sua campanha, a deputada Mical Damasceno arrecadou R$ 450 mil, sendo que 97,78% dos recursos recebidos foram da direção nacional do seu partido.

A generosidade da direção do Solidariedade foi menor, com apenas R$ 35 mil que Rildo recebeu de Simplício Araújo (Solidariedade), candidato a deputado federal e presidente do partido no Maranhão.

Confira a lista dos 5 deputados menos ricos da Assembleia Legislativa do Maranhão

1- Rildo Amaral (Solidariedade) – Nenhum bem cadastrado

2- Mical Damasceno (PTB) – Nenhum bem cadastrado

3- Daniela Tema (DEM) – R$ 155 040,00

4- Socorro Waquim (MDB) – R$ 235.000,00

5- Betel Gomes (PRTB) – R$ 381.750,00

Deputado Rigo Teles nomeia cunhado para cargo comissionado com salário de quase R$ 23 mil

Inamar Araujo Medeiros

O deputado Rigo Teles (PV) nomeou o cunhado para cargo comissionado com salário de R$ 22.885,55, em seu gabinete na Assembleia Legislativa. Inamar Araújo Medeiros desempenha a função de “secretário parlamentar especial”.

O funcionário contratado é esposo da irmã de Rigo Teles, Sandra Maria Teles. De acordo com a Súmula Vinculante 13 do Supremo Tribunal Federal (STF), o caso configura nepotismo, pois Inamar é considerado parente de 2º grau do deputado.

A Súmula Vinculante  13 nasceu do reiterado entendimento do STF acerca da inconstitucionalidade da nomeação de parentes da autoridade nomeante ou de servidor, da mesma pessoa jurídica, investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, por violar os princípios da moralidade, da igualdade e da impessoalidade.

Desde a publicação da Súmula Vinculante  13, as autoridades investidas do poder de nomeação questionam: afinal, quem eu não posso nomear para exercer cargo de comissão, confiança ou de função gratificada? A interpretação literal da referida Súmula revela que não poderão ser nomeados a esposa(o)/companheira(o), filho(a), pai, mãe, avô(ó), neto(a), bisavô(ó), bisneto(a), irmão(ã), tio(a), sobrinho(a), sogro(a) e seus respectivos pais e avós, enteados e seus respectivos netos e bisnetos, cunhado(a), genro, nora, cônjuge do tio(a), irmã(ã) e sobrinho(a), da autoridade nomeante ou do servidor, da mesma pessoa jurídica, investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento.

O blog do Werbeth Saraiva  aguarda posicionamento do deputado sobre possível exoneração de Inamar Araújo Medeiros, tendo em vista o entendimento do excelso  Supremo Tribunal Federal.

AL-MA contrata empresa de turismo por mais de R$ 1,8 milhão

A Assembleia legislativa do Maranhão, vai gastar uma verdadeira fortuna com agenciamento de viagens no ano de 2019.

De acordo com o diário oficial, o legislativo maranhense, celebrou contrato de exatos R$ 1.815.526,40 (um milhão, oitocentos e quinze mil, quinhentos e vinte e seis reais e quarenta centavos.) com a empresa Caravelas Turismo LTDA, localizada em São Luís.

O objeto do contrato é o agenciamento de viagens para atender as necessidades da ALEMA, a empresa de turismo terá que fazer agenciamento viagens compreendendo informações de opções de voos, emissão,reserva, marcação, remarcação e cancelamento de passagens aéreas (nacional e internacional), rodoviárias, fluvial e ferroviária.

O contrato que é valido por 12 meses, foi assinado no dia 02/04 de 2019 pelo deputado e presidente da Assembleia, Othelino Neto, e Daniel Contente Martins, sócio administrador da empresa.

Veja o contrato;

O discurso “quero mais” de Hélio Soares na AL-MA

Deputado Hélio Soares

Revoltado com o projeto de autoria do deputado Neto Evangelista, Hélio Soares, usou a tribuna para detonar o plano de antecipar a eleição da Assembleia Legislativa do Maranhão.

A proposta  de Neto Evangelista, altera a redação do art. 7º do Regimento Interno da casa, pela regra anterior, a eleição para o segundo biênio deveria ocorrer a partir do dia 1º de março do segundo ano da legislatura – no caso concreto, esse pleito deveria ocorrer a partir de março do ano que vem, para nova posse em de janeiro de 2021.

Com a alteração da redação, a eleição pode ocorrer já a partir do dia 1º de abril do primeiro ano da legislatura. Assim, o atual presidente da AL, deputado Othelino Neto (PCdoB) já pode convocá-la, e candidatar-se à reeleição.

Hélio, disse não a proposta de Evangelista, e justificou que sua posição é de protesto, porem é notório que o objetivo de Hélio Soares é chamar atenção de Othelino para novos acordos, ou uma tentativa mascarada de dizer, “quero mais”.

Assista o discurso;

Empresa vai faturar mais de R$667 mil da AL em apenas 3 meses de contrato

Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Deputado Othelino Neto

A Assembleia Legislativa do Maranhão comandada pelo presidente deputado Othelino Neto (PCdoB) contratou a empresa INFINITY LOCAÇÃO SERVIÇOS E GESTÃO EIRELI-ME por valores exorbitantes.

A empresa que tem em seu quadro de sócios os conhecidos empresários, José de Ribamar moreira de almeida neto e Felipe Costa Dualibe, deve lucrar em apenas três meses de contrato exatos; R$ 667.263,18 (seiscentos e sessenta e sete mil, duzentos e sessenta e três reais e dezoito centavos.) O objeto do contrato é a prestação de serviços de limpeza, higienização e conservação predial, nas dependências da Assembleia Legislativa do Maranhão, no Complexo de Comunicação Social, Creche Escola Sementinha e Associação da AL.

O contrato publicado no Diário Oficial é emergencial, a vigência é de 90 dias, três meses, e foi assinado no dia 01 de abril do corrente ano.

A empresa que funciona em uma sala do edifício Tech Office no bairro ponta d´areia em São Luís deve receber pouco mais de R$ 222 mil mensalmente durante a validade do contrato.

De acordo com levantamento realizado pelo blog do Werbeth Saraiva esse não é o único contrato firmado entre a gestão de Othelino Neto e a empresa de Felipe Dualipe, o blog deve trazer mais detalhes dos gigantescos ganhos da empresa na Assembleia Legislativa do Maranhão nos próximos dias.

Alerta…

O Ministério Público do Maranhão e os demais órgãos de fiscalização precisam estar atentos aos contratos realizados pela AL e empresas privadas.

Veja o contrato;

Filha do dono do Jornal Pequeno, Duda Bogea, ganha boquinha na Assembleia Legislativa


A filha do empresário e dono do Jornal Pequeno, Lourival Bogéa, ganhou uma boquinha para receber como Assessora Parlamentar da Assembleia Legislativa do Maranhão (ALEMA), que é comandanda pelo deputado Othelino Neto (PCdoB).

Maria Eduarda Fonseca Bogéa, mais conhecida como Duda Bogéa, é estudante de Psicologia na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e será uma das servidoras mais bem remuneradas da ALEMA.

A nomeação da mais nova integrante do Poder Legislativo foi feita no dia 1º de março e publicado somente em 20 do mesmo mês no Diário Oficial da ALEMA.

Lourival se vale do Jornal Pequeno para conseguir benefícios (boquinhas) no Pálacio dos Leões e na Assembleia como é o caso referido acima.

Assembleia Legislativa contrata empresas de Comunicação por R$ 12,2 milhões

Deputado Othelino Neto

A Assembleia Legislativa do Maranhão contratou  as agências, Clara Comunicação Ltda, Prompt Comunicação e Marketing Ltda e Vitale Propaganda, por valores exorbitantes.

De acordo com levantamento do blog junto ao SACOP ( Sistema de acompanhamento das contratações públicas) o legislativo maranhense pagará as empresas no ano de 2019 cerca de; R$ 12,2 milhões de reais.

O objeto do contrato é o serviços de “estudo, planejamento, conceituação, concepção, criação, execução interna, intermediação e supervisão da execução externa, e distribuição de publicidade aos veículos e demais meios de divulgação, com o intuito de atender ao princípio da publicidade e ao direito à informação, por meio de ideias, princípios, iniciativas ou instituições aos atos da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão garantindo a transparência das ações do Legislativo”.

O contrato foi assinado pelo deputado e presidente da Assembléia, Othelino Neto.

Victor Mendes é nomeado técnico parlamentar da AL

O ex deputado Federal Victor Mendes, não deve ficar desempregado nos próximos quatro anos, Carlos Victor Guterres Mendes foi nomeado no dia 05 de fevereiro de 2019 para o cargo em comissão, símbolo isolado de técnico parlamentar especial. 

Victor Mendes deve frequentar a Assembleia Legislativa do Maranhão, no decorrer do ano como funcionário. 

Edilázio Júnior e Bira do Pindaré se xingam na Assembleia legislativa

O clima na Assembleia legislativa do Maranhão na manhã desta terça 22 foi tenso, ocorre que o deputado Bira do Pindaré e o deputado Edilázio Júnior acabaram se desentendendo, o barraco começou quando Edilázio usou a tribuna para defender e elogiar o governo Roseana, Bira não gostou e começou a confusão.

“Tu não tem moral, tu não tem moral, tu não tem moral. Eu não tenho medo de ti. Não tenho medo de ti. Idiota, imbecil”, disse Bira do Pindaré.

“Babaca! Babaca! Babaca! respondeu Edilázio.

Para não acabar em pancadaria foi preciso seguranças e parlamentares intervirem.

Clique e veja: