Prefeito Sidney Pereira omite gastos dos recursos de combate ao covid-19

Prefeito Sidney Pereira

O prefeito de Anajatuba, Sidney Pereira, não está cumprindo com recomendação do Ministério Público do Maranhão que pede que os municípios publicizem gastos de verbas e ações referente ao covid-19.

Além de a prefeitura não informar no diário oficial do município o boletim epidemiológico, os gastos também estão sendo escondidos da população, do Tribunal de Contas do Maranhão e do Ministério Público.

As informações também não constam em diário oficial do município, este blog atestou que as atualizações no SACOP- Sistema de acompanhamento de licitações públicas são bem antigas.

A população do município de Anajatuba deve se perguntar como e onde estão sendo aplicadas verbas milionárias que chegaram ao município para uso exclusivo no combate ao vírus.

Dentre os requisitos legais exigidos, a nova legislação prevê a disponibilização,em sítio eletrônico específico, de todas as contratações ou aquisições realizadas, devendo constar o nome do contratado, o número de sua inscrição na Receita Federal do Brasil, o prazo contratual, o valor e o respectivo processo de contratação ou aquisição.

Vale ressaltar que o gestor do município é alvo de diversas ações do Ministério Público por suspeitas de desvios de verbas e fraudes em licitações. Em uma das ações o MP revela que o prefeito Sidney instituiu uma organização criminosa articulada em roubar dinheiro público.

EM TEMPO!

O blog trará detalhes e mais denúncias sobre supostos desvios no município ao longo da semana.

SÓ NO MARANHÃO! Desembargadores negam quebra de sigilo bancário e fiscal de prefeito suspeito de fraudar licitação

PGJ investiga prefeito de Anajatuba e a empresa J Kilder Construções e Serviços por suposta fraude em licitação

Por decisão da maioria de seus desembargadores, a Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão negou, no início de junho, pedido da PGJ (Procuradoria-Geral de Justiça) para que fosse determinada a quebra de sigilo bancário e fiscal do prefeito de Anajatuba, Sidney Pereira Costa (PCdoB).

O comunista é alvo de um procedimento investigatório criminal, que tramita em segredo de Justiça, por suposta fraude em uma licitação para contratação de empresa especializada para execução dos serviços de locação de máquinas pesadas pela gestão municipal, ao valor de R$ 1.166.955,36. A empresa J Kilder Construções e Serviços Ltda, vencedora do certame, também é investigada.

Por meio do pedido, a PGJ tentava confirmar as suspeitas de desvio de recursos públicos, pagamento de propinas e lavagem de dinheiro público, conforme apontam indícios de levantamentos preliminares feitos pela Assessoria Técnica do órgão, e de RIF (Relatório de Inteligência Financeira) do antigo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) —rebatizado de UIF (Unidade de Inteligência Financeira) no governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

O parecer técnico da PGJ, também destaca diversas irregularidades na licitação, que demonstrariam evidente direcionamento para que a J Kilder Construções e Serviços Ltda saísse vencedora do certame e consequentemente fosse contratada.

Para os desembargadores da Terceira Câmara Criminal do TJ, porém, como nos relatórios financeiros do antigo Coaf constam apenas movimentações atípicas do sócio da empresa, Francisco Jesselino Aragão Costa, em relação a outros municípios maranhenses, não há fundamentos suficientes para quebrar o sigilo bancário e fiscal de Sidney Pereira.

A PGJ ainda pode recorrer da decisão, que não paralisou as investigações sobre a suposta fraude em licitação, ao STJ (Superior Tribunal de Justiça).

A informação foi publicada pelo portal Atual7 .

Posto de gasolina ganha contrato com a Prefeitura de Anajatuba avaliado em R$ 1,2 milhão

Sydnei Costa Pereira, prefeito Municipal de Anajatuba

Um  Posto de Combustível ganhou processo licitatório  milionário realizado pela Prefeitura  de Anajatuba.

A informação foi divulgada pelo Tribunal de  Contas do Estado(TCE),onde a empresa  A.N. Dutra Combustível ,que também usa o nome fantasia Posto DSAN,ganhou a licitação para fornecimento de combustível e derivados para atender  as demandas  das Secretarias de Administração, Educação e Saúde , além de demais órgãos vinculados à Prefeitura.

O valor contratual da empresa fica localizada no bairro Boca do Caminho, em Anajatuba ficou avaliado em R$ 1.218.000,00 milhão. O  contrato do Posto  A.N. Dutra com a Prefeitura de Anajatuba terá validade de 12 meses.

Empresa de “fachada” ganha quase 200 mil em contratos com a prefeitura de Anajatuba

A prefeitura de Anajatuba administrada pelo prefeito Sydnei Costa Pereira celebrou quatro contratos para fornecimento de material de limpeza e higiene com a empresa  COMERCIAL MARANHENSE EIRELI – ME. A soma de todos os contratos ultrapassa a casa dos 150 mil reais.

COMERCIAL MARANHENSE EIRELI – ME

A empresa que abocanhou os quatro contratos em um dos municípios mais pobres do Brasil pertence a Edson Carlos Sena Azevedo. Segundo pesquisa feita pelo Blog, vem faturando “tubos” de dinheiro em prefeituras do Maranhão, por meio de contratos, em prefeituras como, Anajatuba e Guimarães. A empresa que tem sede em São Luís no bairro Cohatrac IV.

E MAIS…

A sede da empresa funciona em uma casa residencial que está  largada a anos, sem a menor estrutura. O Ministério Público  e até mesmo a Policia Federal precisa investigar pois pode se tratar de uma empresa de fachada criada para lavar e  desviar dinheiro público. Além  da referida empresa o empresário Edson sena ainda possui uma construtora onde mantém sociedade.

Fica o alerta aos órgãos fiscalizadores!