R$ 23,5 milhões do BNDES foram usados para financiar jatos de luxos do grupo Mateus

O grupo Mateus usou a empresa Tocantins Participações e Empreendimentos Ltda para conseguir empréstimos no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar duas aeronaves.

A informação foi divulgada em uma lista que contém 134 contratos de financiamentos de jatos executivos da Embraer a juros subsidiados, no valor total de R$ 1,921 bilhão.

Em 2011, a Tocantins Participações, que tem como sócios Ilson Mateus Rodrigues, Maria Barros Pinheiro, Denilson Pinheiro Rodrigues e Ilson Mateus Rodrigues Junior, pegou do BNDES R$ 5.621.916,48 mihões para uma aeronave, que seriam pagos em 120 parcelas com juros.

Em 2012, o valor foi bem maior, cerca de R$ 17.976.345,00 milhões foram emprestados para o empresário Ilson Mateus comprar mais um jatinho de luxo e seriam pagos em 119 vezes. As duas aeronaves custaram R$ 23,5 milhões.

A Tocantins faz parte da holding Mateus.

 

Deixe uma resposta