Primeira Cruz: Trama de vereadores e ex-prefeito consegue afastar George Luiz

Prefeito George Luiz é vítima de uma conspiração do seu antecessor e de vereadores que devem favores para o ex-prefeito

Na última sexta-feira, dia 25, a Câmara de Vereadores do município de Primeira Cruz, determinou em sessão extraordinária a cassação do prefeito George Luiz (PRB), sob um argumento chulo de irregularidade na Lei de Contratação de Servidores de 2017 lotados na Secretaria Municipal de Educação durante seis meses.

A cassação, que certamente deve ser anulada nos próximos dias na Justiça, faz parte de uma trama orquestrada pelo ex-prefeito Sergio Albuquerque, filho do também ex-prefeito João Neto.

Os vereadores usados na cassação absurda, atenderam a ‘ordem conspiratória’ de Sergio Albuquerque contra George Luiz por acreditarem que as regalias das gestões anteriores irão voltar com a posse de um novo prefeito.

O presidente do parlamento municipal, Emerson Melo Castro, o Bomba (PTB), foi uma peça fundamental no conluio para cassar o prefeito.

Sergio, por sua vez, apesar de não ser mais prefeito, não esconde de ninguém que possui o controle da maioria dos vereadores do município na palma da sua mão.

Blog do Domingos Costa

Mais…

Assim que assumiu o mandato, Nilson do Cassó  tratou de exonerar todos os secretários nomeados por George, além dos secretários, o presidente da comissão de licitação também foi exonerado, os novos ocupantes dos cargos “chaves” no município são das “entranhas” Nilson do Cassó.

Deixe uma resposta