PF deflagra Operação “Grande Família” no Maranhão e Piauí

Polícia Federal está em campo para cumprir mandados

A Polícia Federal deflagrou nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira
(15) a Operação Grande Família para dar cumprimento a mandados de prisão
e de busca e apreensão nos estados do Piauí e Maranhão. Entre os alvos da
operação estão servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
Em nota, a Polícia Federal informou que 125 policiais dos estados do Piauí,
Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco deram
cumprimento a 31 mandados de busca e apreensão e 21 mandados de prisão
preventiva, expedidos pela 3ª Vara da Seção Judiciária Federal de Teresina.

O objetivo da Operação Grande Família é desarticular uma organização
criminosa especializada em fraudar aposentadorias por idade, por tempo de
contribuição e pensões por morte.
A investigação identificou que 639 benefícios previdenciários foram fraudados.
A Justiça Federal determinou a suspensão dos benefícios, evitando um
prejuízo futuro de R$ 80 milhões. Também foram apreendidos veículos. Foi
determinado ainda o bloqueio de contas bancárias dos presos e suspensão da
função pública dos servidores do INSS.

Investigação
As investigações iniciaram-se a partir de relatórios produzidos pela
Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT), no
início de 2018. Foram constatadas irregularidades em transferências de
benefícios previdenciários do estado do Maranhão para o Piauí.
Ainda segundo a PF, a quadrilha é formada por estelionatários e servidores
públicos do INSS. Eles falsificavam documentos em nome dos beneficiários
falecidos, abriam contas bancárias e depois transferiam os benefícios do
Maranhão para Teresina.

G1 PI

1 pensou em “PF deflagra Operação “Grande Família” no Maranhão e Piauí

Deixe uma resposta