Tensão em Pedrinhas! Assassino do Blogueiro Décio Sá assassinou um dos principais líderes do Bond dos 40 dentro do presídio….

O assassino confesso do jornalista Décio Sá, teria esfaqueado na manhã de hoje (07) um interno  identificado como Alan Kardec, dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

 

Alan foi encaminhado para o Socorrão 2 e não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no final desta tarde.

Pelo que sabe até o momento Kardec seria um dos cabeças fundadores do Bond dos 40 principal facção do Maranhão, clima deve esquentar por lá….

URGENTE! Polícia prende um dos suspeitos de ter participado do assalto ao Banco de Zé Doca

A Polícia Militar de Zé Doca prendeu da tarde deste sábado (06), um dos suspeitos de participar da ação, do roubo ao Banco do Brasil na madrugada da ultima quinta-feira (04), na cidade de Zé Doca.

Jadson Marques de Sousa de 38 anos Silva, é suspeito de integrar uma organização criminosa envolvida em roubos a bancos. O suspeito foi preso em um povoado nas imediações das cidades de Pedro do Rosario e Araguana. .

Em entrevista ao Blog, Major Brito da 29º Batalhão da Policia Militar de Zé Doca, falou que ao avistar a equipe de policia, o acusado correu pelo matagal e acabou sendo preso próximo a uma fazenda.

Nas imediações foram encontradas com ele um revolver calibre 38, uma motocicleta Broz e uma caminhonete provavelmente usada no apoio do roubo do banco.

Ainda segundo informações, Jadson já possui passagem pela policia cumprindo pena de 8 anos em Pedrinhas.

A polícia Militar de Zé Doca continua em diligência em busca de prender mais envolvidos a esse roubo e é questão de tempo para que todos sejam presos.

A qualquer momento o Blog trará mais informações sobre esse caso.

Blog do Bryan Rafael

Fatalidade em Zé Doca ! Acidente em Zé Doca termina em morte de empresário bem conhecido na cidade.

Na tarde de hoje (06) um acidente envolvendo dois veículos motocicletas em frente a praça do viva de Zé Doca tendo duas vítimas com graves ferimentos, os mesmos foram atendidos na emergência do hospital Isaías Cavalcante, um dos envolvidos não resistiu os ferimentos e morreu, o Homem que veio a óbito é bastante conhecido na cidade, por nome Oscar pai de um grande empresário da cidade, e proprietário do comercial Eliana.

A aprovação de Temer é só de 6%, mas a economia vai de vento em popa. A inflação é a mais baixa dos últimos 20 anos, a taxa de juros a menor da história e o crescimento do PIB chegará a 3% em 2018 – uma recuperação incontestável

O presidente Michel Temer não joga para a plateia. Governa com foco nas medidas que levam o País a retomar o caminho do desenvolvimento, mesmo que o preço a pagar seja o baixo índice de popularidade. O aplauso fácil dos eleitores não é, definitivamente, a preocupação de Temer. Em lugar de pacotes de bondades, comuns na era petista, ele impôs uma agenda de ajustes fiscais, reformas e modernização da economia. O que se viu nos seus 19 meses de mandato foi a volta da racionalidade na gestão pública. Além de cortar cargos e aprovar o teto dos gastos públicos pelos próximos 20 anos, fez a reforma trabalhista, que modernizou as relações de emprego, e está trabalhando para aprovar a reforma da Previdência, para colocar as contas do governo no prumo. Embora tudo isso tenha lhe custado baixos índices de aprovação, os avanços começam a aparecer. São dados inegáveis, que aumentam os níveis de confiança de empresários e consumidores.

Os resultados na economia são visíveis e insofismáveis. A taxa de juros é a mais baixa da história, a inflação em queda vertiginosa e o emprego em franca recuperação. Depois da forte recessão deixada pelo governo de Dilma Rousseff, o PIB voltou a crescer em 2017 e deve subir 3% este ano. Diante do comportamento altamente favorável dos índices de preços, espera-se nova queda da taxa básica de juros na próxima reunião do Copom do Banco Central marcada para o início de fevereiro. A expectativa do mercado financeiro é que a diretoria do BC faça um novo corte na taxa Selic, de 7% para 6,75% ao ano. Embora cuidadoso, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, confirma o bom momento e afasta temores com possíveis marolas do ano eleitoral. “A inflação está bem comportada. Há possibilidade de redução dos juros. Estamos entrando em um ano com bastante colchão, reservas de US$ 380 bilhões, 20% do PIB”, revelou.

Lua de mel

A outra boa notícia vem do Produto Interno Brasileiro (PIB). O IBGE corrigiu um erro de comunicação que vinha sendo cometido até agora e o PIB deve fechar com crescimento em torno de 1% em 2017. Em 2018 os números deve se acelerar. Segundo a pesquisa Focus, que o BC faz com as principais instituições financeiras, a previsão de crescimento para o corrente ano é de 2,7%, apesar de analistas do mercado já estimarem um crescimento de 3%. A inflação estará sob controle e ficará em torno de 4%.

O mercado financeiro e o meio empresarial, de fato, vivem em clima de lua de mel com o governo. Percebem os avanços na economia e temem que haja uma reviravolta a partir do resultado das eleições para presidente no dia 6 de outubro. A exemplo da base aliada de Temer, acreditam que a queda nas taxas de desemprego será capaz de virar o jogo na opinião pública. Do fim do governo Dilma para cá, o número de desempregados caiu de 14 milhões para 12,7 milhões, segundo dados do IBGE. No balanço que fez de seu governo em dezembro, o presidente Temer confidenciou que foi procurado por um empresário do comércio que lhe disse que em uma semana contratou 12 mil funcionários.

No café da manhã com jornalistas no Palácio da Alvorada, Temer lembrou que a retomada dos empregos já é um reflexo da reforma trabalhista. Vale lembrar que o projeto oficial foi bastante criticado por centrais sindicais e pelos partidos de oposição. Mesmo assim Temer não recuou. O texto foi submetido a três comissões no Senado e o governo só perdeu na Comissão de Assuntos Sociais, onde a oposição tem maioria. O PT ainda fez de tudo para atrasar a votação no plenário, mas o projeto de lei acabou aprovado. “Alardeou-se que o objetivo era tirar direitos. Não há lei que tire os direitos dos trabalhadores, pois estão garantidos na Constituição”, rebateu Temer.

Essa queda de braço entre o governo e a oposição tem sido uma constante. Enquanto o PT e demais partidos de esquerda insistem na retórica demagógica, o presidente Temer e sua equipe mantém a cabeça fria e levam adiante as medidas de interesse público, mesmo que mal assimiladas pela opinião pública. Tem-se repetido o que aconteceu logo no primeiro embate, quando o Congresso discutiu a PEC que limita os gastos públicos. A oposição liderada pelo PT usou a tática do medo. Sob comando dos senadores Gleisi Hoffmann (PR) e Lindbergh Farias (RJ), os petistas trombetearam que a PEC congelaria recursos de setores importantes, como Educação e Saúde. Houve protestos nas ruas de algumas capitais e até na Esplanada dos Ministérios. Mas não foi suficiente para barrar a PEC, que serviu como cartão de visita de Temer. A ordem de cortar gastos era para valer. O que teve reflexo imediato no ânimo dos agentes econômicos.

Portanto, desde seus primeiros passos, ficou claro que o compromisso é com a estabilidade da economia e o equilíbrio das contas públicas. Ao dar adeus à gastança inconsequente dos tempos petistas, o governo colheu frutos também na gestão do Tesouro. Fechou o ano passado com um déficit de R$ 129 bilhões, ou R$ 30 bilhões inferior ao nível que a Fazenda havia previsto (R$ 159 bilhões). O resultado foi atribuído à contenção de gastos e ao aumento da arrecadação, gerado pelo aquecimento da atividade produtiva. Com a casa em ordem, a confiança no País voltou a crescer. De acordo com pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o meio empresarial encerrou o ano disposto a investir. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) alcançou 58,4 pontos entre novembro e dezembro de 2017, no melhor nível desde novembro de 2012.

Temer no jogo?

Para a confiança que a equipe do ministro da Fazenda Henrique Meirelles conseguiu despertar no setor econômico, veio contribuir, já no fim do ano, o saldo recorde da balança comercial de US$ 67 bilhões. Foi o maior superávit desde o início da série histórica, em 1989. Ou seja, o rio está caminhando para o mar. E Meirelles, que é pré-candidato à Presidência, não esconde seu otimismo: “Entraremos em 2018 num ritmo forte e constante. Continuaremos a trabalhar para garantir que essa expansão seja longa e duradoura, gerando emprego e renda para os brasileiros”. Os avanços na economia são tantos que levam Richard Back, analista político da XP Investimentos, a afirmar quer Temer será o fiel da balança nas eleições de outubro. “Temer é importante. Até mesmo brincando que ele vai ser o Posto Ipiranga neste ano: todo mundo em algum momento tem de passar lá para abastecer, mas ninguém tira foto e posta na rede social. Muita gente pode querer evitar aparecer com Temer, mas todo mundo terá que passar por ele”.

Na opinião de Back, se a base governista caminhar junta dificilmente não ocupará uma das vagas no segundo turno das eleições presidenciais. Diante das boas novas, o próprio presidente Michel Temer já se dá ao luxo de fazer brincadeira com seus baixos índices de popularidade. “Olha, o índice de aprovação do meu governo praticamente dobrou: de 3% para 6%”, pilheriou ele no Alvorada. E emendou: “Aproveitei minha impopularidade para fazer tudo o que o Brasil precisava”. Sem dúvida. E o presidente pode colher o que plantou. Embora improvável, já se fala em Brasília numa candidatura à reeleição. A hipótese, antes remota, ganha até adeptos.

istoe.

Urgente! Polícia Militar de Zé Doca encontra um dos veículos usado por bandidos no dia do assalto a agência do banco do Brasil do município.

A polícia de Zé Doca continua incessante na busca dos criminosos que assaltaram a agência do banco do Brasil em Zé Doca na madrugada do dia (04) de janeiro, e em uma das diligências a polícia encontrou abandonado próximo a um povoado da cidade de Pedro Rosário um veículo que teria sido usado no assalto, a polícia levantou informações que o veículo modelo L200 Triton prata foi abandonado ontem  (05) por volta das 6 da manhã, em uma rápida consulta no site do Denatran foi constatado que o veículo de placa OTB 3039 seria roubado, a polícia continua na “cola ” dos assaltantes e breve breve deverá ter prisões .

Prefeitura de Bacabal virou “prostituta de luxo” por conta da briga pelo poder e pelo festival de decisões judiciais desencontradas

O festival de interpretações jurídicas extrapolou o bom senso e aquém da verdade, a Prefeitura de Bacabal virou uma verdadeira “prostituta de luxo”.
Nesta sexta-feira (05), enquanto correligionários de Zé Vieira tratavam de espalhar na cidade que o prefeito seria definitivamente mantido no cargo, oposicionistas trataram de aflorar a situação após Zé Vieira sofrer nova derrota no Tribunal de Justiça, após ter sido afastado pelo presidente da Câmara. Passados mais de 1 ano após as últimas eleições municipais ainda não há uma definição final sobre quem senta e quem sai da cadeira do executivo. O mais irônico é que quando uma decisão sai outra já está “quentinha” saindo do forno e com teor contrário. Haja paciência para suportar todo esse pandemônio sem gerar uma crise administrativa.

Deputado Rogério Cafeteira está precisando de “aulas” de boas maneiras na redes sociais…

Que as redes sociais é uma “arma” letal nas mãos de quem não sabe usar, estamos cansados de saber, agora é difícil de se acreditar que um deputado que vem de família importante no estado, além de ser líder do governo na Assembléia, seria vítima do “mau uso das redes” falo do deputado Rogério Cafeteira. Ele que desde que “descobriu” as redes sociais vem se metendo em cada encrenca. Acontece que Cafeteria perde a “linha” e até a compostura quando estar atrás da “telinha” isso mesmo.
A última de cafeteira foi esculhambar e ameaçar um jornalista do município de estreito no Maranhão, cafeteira usou adjetivos pifeis e mesquinhos para desqualificar a pessoa do jornalista, isso em uma conversa reservada no aplicativo WhatsApp, mais não é só no “privado” que Cafeteira se descontrola, outro dia no Twitter o deputado desacatou um jurista duvidando inclusive de sua masculinidade REVEJA AQUI, é preciso que Flávio Dino ou até mesmo o secretário de comunicação Márcio Jerry dê um ” puxão de orelha” no parlamentar,caso contrário ele pode botar a perder muitas coisas inclusive sua reputação como político e líder do governo comunista na Assembleia.
“É difícil para um parlamentar ser liderado por alguém que vive na boca do povo por não saber lidar com as críticas e partir para as ofensas nas redes sociais .”
Feiúra grande….

Festa da firma acaba em demissão após fantasia do ‘negão do Whatsapp’

Um funcionário se vestiu do  popular meme “Negão do WhatsApp” em uma festa fantasia de fim de ano da subsidiária brasileira da multinacional Salesforce, em dezembro.

Ele colocou uma toalha no ombro, vestiu um chapéu e improvisou uma prótese para imitar o pênis do personagem.

A matriz da empresa, em San Francisco, Estados Unidos, não gostou da imagem que circulou na web e pediu a demissão do funcionário.

Segundo o Estadão, o diretor comercial tentou mantê-lo no cargo e a sede, então, teria decidido desligá-lo também. Até que o presidente da subsidiária tentou interferir e amenizar a situação, mas teve o mesmo destino dos outros funcionários.

Procurada, a Salesforce confirmou os desligamentos e disse que os executivos deram importantes contribuições durante suas atuações na companhia. Por política da empresa, a Salesforce disse que não comentaria o motivo da saída de funcionários.

Tarifas de ônibus sobem no fim de semana em Imperatriz

A Prefeitura de Imperatriz informou que a partir das 00h do dia 06 de janeiro haverá reajuste no preço das tarifas do sistema de transporte coletivo urbano na cidade.
Os novos valores das tarifas serão de R$ 3,50 para o nível 01, rota Urbana; R$ 6,40, nível 02, Vila conceição; e de R$ 7,00, nível 03, Petrolina.
Segundo a Prefeitura de Imperatriz, o reajuste anual é para adequar a receita ao custo do sistema operacional, garantir a manutenção dos colaboradores e a renovação da frota de ônibus da concessionária Rio Anil Transportes (Ratrans), que opera o serviço de transporte coletivo em Imperatriz.
Gilson Neto, proprietário da Ratrans, informou que o reajuste é necessário devido a melhoria nos serviços e pelo pesado custo operacional.
“Todo grande sistema de transporte precisa realinhar os custos. Isso é anual. De 12 meses. Então você olha o preço do diesel, que hoje é um dos maiores vilões do sistema de transporte, por exemplo. No caso de Imperatriz o preço do diesel subiu 31% e o aço subiu 30% ao longo desses 12 meses. Soma-se isso ao investimento. Foi fechado o investimento na casa de 20% da frota operante ao ano e são ônibus com ar-condicionado, que são bem mais caros”, explicou.
Gilson também acrescentou que o mesmo pode ocorrer com a cidade de São Luís, onde as empresas de ônibus estariam operando com déficit operacional.
“São Luís não tem como fugir do realinhamento tarifário. Já foi feito o pedido desde setembro. A prefeitura já poderia ter concedido o reajuste desde setembro do ano passado, mas diferente de Imperatriz, onde apenas uma empresa opera, a Prefeitura informou que está analisando os números e que é mais complexo calcular porque são mais empresas que operam na cidade e por isso ainda não realizaram o realinhamento tarifário lá. A gente está operando com déficit operacional e está insustentável em São Luís”, declarou.

Do G1

Monstro! Homem é preso acusado de estuprar menina de 11 anos em Arame

Um homem identificado como Adenilton Doia do Nascimento, vulgo “Smilinguido”, de 30 anos, foi preso por suspeita de ter estuprado uma menina de 11 anos em Arame.

A prisão do acusado foi em decorrência de um mandado de prisão preventiva expedido pela juíza da Vara única de Arame, Selecina Henrique de Locateli.

De acordo com a polícia, Adenilson envolveu-se em relacionamento amoroso com uma criança M.B.R , de 11 anos de idade, com quem manteve relações sexuais, incorrendo assim no crime de estupro de vulnerável, tipifica o artigo 217-A do Código Penal Brasileiro.

O caso foi acompanhado pelo Conselho Tutelar e Ministério Público local.

Neto Ferreira