Com servidores de salários atrasados, prefeita de Arame tenta promover mega evento em aniversário da cidade

O Ministério Público vai apurar a total falta de noção da prefeita do município de Arame, Jully Menezes. Isso porque mesmo com os salários dos servidores atrasados, a gestora insistiu em contratar com dinheiro público uma empresa para ficar responsável por promover um mega evento em comemoração ao aniversário da cidade no 17 de janeiro de 2020.

A empresa já teria contratado artistas e bandas de expressão nacional. O Ministério Público entende que a contratação estaria ocasionando um alto custo aos cofres públicos, sendo que há indícios de que o município estaria passando por situação de emergência ou calamidade.

No dia 31 de janeiro de 2018, o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão passou a considerar ilegítima as despesas de festas bancadas com o poder público quando esse estiver em atraso com o pagamento dos salários dos servidores públicos correspondentes ou esteja em estado de calamidade ou emergência decretado.

O MP solicitou a prefeita Jully Menezes que informe detalhes da contratação da empresa e a programa completa do aniversário da cidade.

Deixe uma resposta