Bolsonaro está furioso com repercussão da morte de miliciano

Jair Bolsonaro está furioso com as reportagens e capas de jornais que mostram conexões entre o miliciano Adriano da Nóbrega, morto neste domingo 9/II, e o senador Flávio Bolsonaro.

A trajetória do miliciano e a de Flávio se cruzaram diversas vezes ao longo do anos.

Quando deputado estadual no Rio de Janeiro, Flávio prestou homenagens a Adriano e empregou em seu gabinete a mãe e a mulher dele. Essas ligações vieram a público após explodir o escândalo da “rachadinha de salários” no gabinete de Flávio.

Por tudo isso, Jair Bolsonaro se negou a conversar com jornalistas na manhã desta segunda, ao deixar o Palácio da Alvorada. “Pessoal, tem uma série de problemas no Brasil. Gostaria de compartilhar com vocês. Mas, como será deturpado, isso acabará dificultando a solução. Então lamento, mas não vou conversar nada com vocês”, disse ele.

Deixe uma resposta