A vergonhosa decisão da Comissão de Obras da Assembleia

Deputados Felipe dos Pneus e Fernando Pessoa

Depois os políticos não compreendem, ou pelo menos juram não compreender, os motivos da rejeição de boa parte da população com a classe política.

Nesta quarta-feira (03), a Comissão de Obras e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa, presidida pelo deputado novato Felipe dos Pneus, tomou uma decisão vergonhosa e nos leva a imaginar uma submissão extrema.

A Comissão de Obras e Serviços Públicos reuniu-se e debateu sobre a situação crítica das rodovias federais do Maranhão. Na oportunidade, o presidente da Comissão, deputado Felipe dos Pneus (PRTB), anunciou uma vistoria a ser realizada nesta quinta-feira (4), nas BRs 316 e 222, com a presença de engenheiros do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), para verificarem, in loco, a situação precária da estradas, que agravaram com o período chuvoso.

“A situação das BRs está difícil não só nos municípios, mas, também, na nossa capital. Nesse período de chuva – que está bastante forte – a gente vê que o nosso estado está pedindo socorro. Então, nós estamos convocando os órgãos estadual e federal para poder ter essa sensibilidade com a nossa população”, afirmou Felipe dos Pneus.

Seria cômica se não fosse trágica essa decisão, afinal ficou demonstrado, através da matéria postada no site da Assembleia Legislativa, que a preocupação maior da Comissão de Obras, ou pelo menos de seu presidente, é com as estradas federais.

No entanto, a Comissão de Obras parece desconhecer o rompimento da Estrada do Arroz (MA-386) e a vergonhosa situação da MA-315, que ganhou destaque nacional, pelo fato de ter sido inaugurada em janeiro, mas três meses depois está praticamente intrafegável.

Ou seja, ao que parece para não desagradar o governador Flávio Dino, a Comissão de Obras e Serviço preferiu vistoriar as BRs e esquecer ou deixar para depois a vistoria nas MAs.

Jorge Aragão 

Deixe uma resposta