Wallas Rocha declara vencedora de licitação suspeita empresa sem capital social necessário

No mesmo dia em que trocava tapas com o vereador Ney Veras (PC do B), por causa de uma caixa d’água, o prefeito de São Benedito do Rio Preto, Wallas Rocha (PSC) declarou vencedora de uma licitação suspeita, no valor de R$ 726 mil, a empresa I Saminez Souza, ou Mercadinho Botelho, para a locação de veículos.

Ocorre que, segundo apurou o Blog do Werbeth Saraiva, a empresa não possui sequer 10% de capital social necessário para ter participado da licitação na qual foi consagrada vencedora. Dados da Receita Federal mostram que o Mercadinho Botelho tem, na verdade, R$ 10 mil em capital social, quando precisaria ter, pelo menos, R$ 72,6 mil.

Na prática, a empresa representa um risco para a má qualidade na prestação dos serviços e pode ter sido utilizada apenas para desvio de recursos públicos.

Ademais, a empresa foi a única a participar e dar lances no processo licitatório n.º 017/2022. Isso mostra a exclusão da competitividade no processo, prevista na Lei de Licitação, que diz que é necessário, no mínimo, a participação de três empresas.

A empresa vencedora da licitação, conforme os indícios, pode ter sido favorecida ilegalmente pela gestão do prefeito Wallas Rocha, prática essa que, segundo informações, vem sendo realizada dentre o início de 2021, após assumir o cargo.

Deixe uma resposta