Policiais militares são presos durante operação de combate a organização criminosa

Onze pessoas foram presas, dentre elas, três policiais militares durante uma operação da Polícia Civil, realizada nesta segunda-feira (18), que investiga uma organização criminosa especializada em corrupção e jogos ilegais tais como jogo do bicho, caça-níqueis e jogos online.

De acordo com a Polícia Civil do Maranhão (PC-MA), a base das ações criminosas era o Rio de Janeiro e desde então, o grupo vinha se expandindo para o Estado. Ao todo, 22 mandados de busca e apreensão foram cumpridos sendo 18 em São Luís e dois em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro.

Durante a operação, 10 pessoas foram presas em São Luís e uma em Duque de Caxias. Ainda foram apreendidos máquinas de cartão de crédito, munições, armas de fogo, notebooks e celulares.

Atuação do grupo criminoso

O delegado-geral da Polícia Civil, Jair Paiva, afirmou que os militares presos pertencem ao núcleo de segurança e são responsáveis pelo transporte do valor do esquema criminoso.

Jair Paiva explicou o grupo criminoso também é suspeito de praticar homicídios e ameaçar integrantes de grupos rivais. As investigações apontam que, os criminosos, são suspeitos de participar do assassinato de Bruno Vinicíus Nazon Moraes Borges, de 31 anos, na Avenida Litorânea, em São Luís.

Segundo o delegado, o homicídio foi motivado por disputas de pontos de apostas e pelo fato da vítima pertencer a um grupo rival. Três pessoas foram presas durante as investigações do homicídio.

A Polícia Civil segue realizando outras investigações para identificar outros integrantes do esquema criminoso.

Deixe uma resposta