Polícia Federal pode deflagrar operação contra desvios de recursos federais destinados por Júnior Lourenço

A prefeita de Miranda do Norte e o deputado federal Júnior Lourenço podem ser alvos de operação federal nos próximos meses, mirando supostos desvios em recursos federais destinados pelo parlamentar ao município.

De acordo com informações levantadas pelo blog e já afirmadas pelo Ministério Público Estadual, Júnior Lourenço montou uma verdadeira quadrilha para desviar dinheiro público do município de Miranda.

E nos últimos dias, com a proximidade das eleições, Lourenço resolveu fazer tudo às caras e sem pudor.

Para se ter uma ideia, a
prefeitura de Miranda do Norte firmou nos últimos dias 2 contratos com empresas de fachada que serão pagos com recursos federais e que somam quase R$ 23 milhões de reais.

Trata-se das empresas Construnorte que garfou um contrato avaliado em mais de R$ 20,6 milhões, para a execução de obras de asfaltamento no município.

O contrato n.º CP 003-2022-001 foi assinado em 04 de maio deste ano e de acordo com informações, a Construnorte pode não passar de mais uma empresa de fachada utilizada para desviar dinheiro público federal, oriundo de um repasse do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).
Além dos contratos na área de infraestrutura, Júnior Lourenço possui pomposos “laços” empresariais com donos de distribuidora de medicamentos, inclusive com um dos alvos de uma recente operação da PF no Maranhão.

A PF e GAECO devem mirar no alto escalão do governo Angélica em Miranda e em membros da CPL. É aguardar!!!

Deixe uma resposta