Empresa que venceu contrato de quase R$ 3 milhões em Miranda do Norte pode estar registrada em nome de laranja

A empresa Garden Projetos e Execução Eireli, que figura como vencedora de uma licitação em Miranda do Norte, cujo contrato está avaliado em R$ 2,8 milhões, supostamente, não pertence à Lygia Gardenia Lima Santos, que figura como única sócia da empresa, mas a um advogado do município de Pedreiras, Fábio Renato Silva dos Santos, autointitulado ‘especialista em licitações’.

Ademais, a empresa Garden Projetos é, também, de fachada. Conforme noticiamos, no endereço que consta no contrato junto à Prefeitura de Miranda do Norte não existe nenhuma empresa de engenharia capaz de realizar os serviços contratados.

A empresa, entretanto, faz parte de um suposto esquema de corrupção que pode estar ocorrendo na Prefeitura de Pedreiras e para ter sua documentação aprovada, obteve certidão de capacidade técnica de empresas também de Trizidela do Vale, onde está ‘sediada’, como de Pedreiras, onde mora o verdadeiro dono da Garden Projetos.

A Garden venceu a licitação após concorrer com apenas uma outra empresa, a Phoenix Empreendimentos, cujo único contrato que teve com a Prefeitura de Miranda foi para a locação de mesas, cadeiras e tendas. A vencedora nunca havia vencido qualquer licitação durante a gestão da prefeita Angélica (PL).

O recurso que é foco do contrato entre a Garden e a Prefeitura de Miranda do Norte é oriunda de um convênio do município com a Codevasf e pode ter sido destinado por meio de emenda do deputado federal Júnior Lourenço (PL). A verba federal, que seria destinada à recuperação de estradas vicinais do município, pode cair na conta da corrupção e irrigar a campanha de Júnior Lourenço.

Deixe uma resposta