Contratação de bandas pela Prefeitura de Arari vira alvo do Ministério Público

A Promotoria de Justiça de Arari abriu, na última terça-feira (21), uma investigação para acompanhar a contratação de bandas pela Gestão Rui Filho (PTB), prefeito do município arariense, para o aniversário de 158 anos da cidade.

De acordo com o Portal da Transparência do município, não foi aberta nenhuma licitação para a contratação dos artistas já confirmados e que vêm sendo amplamente divulgados nos canais oficiais do governo, incluindo o cantor Matheus Fernandes, cujo cachê varia de R$ 100 mil a R$ 150 mil por show.

Diante disso, a Promotoria de Justiça de Arari questionou a Prefeitura se haveria, de fato, a contratação dos artistas. O município respondeu que nada estava definido e que aguardava iniciativa do Governo Federal.

A suspeita é a de que tenha sido feita uma licitação sem a devida publicidade dos trâmites legais e principalmente os valores definidos, que é o único meio pelo qual a Prefeitura pode e deve contratar serviços de terceiros.

Apesar disso, ainda não há nenhuma ação na Justiça pedindo ou recomendando a não realização do evento, como tem ocorrido em outros municípios, em função dos altos valores previstos para o pagamento de shows.

Deixe uma resposta