Prefeito de Afonso Cunha ‘some’ com dinheiro dos precatórios de não paga professores

Protestando há dias e pressionando vereadores da base do governo Arquimedes Bacelar (PDT), em Afonso Cunha, os professores denunciam que o gestor municipal teria sumido com os mais de R$ 9 milhões dos precatórios do antigo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef).

Do total, os professores cobram o rateio de 60% do valor, que deveria ser repassado aos profissionais da educação do município.

Ainda segundo as denúncias, o ‘sumiço’ do dinheiro se deu porque o município já teria utilizado todo o dinheiro na administração municipal.

A categoria dos trabalhadores da educação daquele município não foi informada sobre essa utilização e nem foi dada a transparência necessária na utilização desses recursos.

Deixe uma resposta