OLHA AÍ, MP! Jogo de cartas marcadas em licitação do aniversário da cidade de Nina Rodrigues…

Prefeito Rodrigues da Iara, do PDT, deve entrar na mira do Ministério Público por direcionamento de licitação.

Indo na contramão dos princípios da legalidade, impessoalidade, igualdade, moralidade, probidade administrativa, publicidade e eficiência, a prefeitura municipal de Nina Rodrigues-MA, comandada por Rodrigues da Iara, do PDT, é suspeito de direcionar a licitação do aniversário da cidade.

Marcada para o último dia 20, a licitação teve como objetivo o a contratação de empresa especializada para promoção de festividade do aniversário da cidade. O valor global do certame foi de quase 300 mil.

De acordo com denuncias enviadas ao Blog do Maldine Vieira, várias empresas compareceram ao município para concorrer ao pregão, mas foram informadas sobre o adiamento em razão da ausência do pregoeiro no município.

As empresas foram informadas que o certame aconteceria em nova data.

No entanto, a prefeitura nunca informou a tal ‘nova data’, e logo no dia seguinte ao certame divulgou um banner pela cidade com a programação completa do aniversário, que acontece nesta quinta-feira (30).

Ainda segundo apurou a reportagem, no dia da licitação o prefeito e o pregoeiro estavam curtindo férias nas praias de Parnaíba, no Piauí.

Como num jogo de cartas marcadas a prefeitura anunciou a programação sem nem antes licitar o objeto, o que causou revolta nas empresas que tentaram concorrer ao certame.

Na manhã de hoje, 28, estruturas de palco já começaram ser montadas na cidade.

A programação inclui a banda Toca do Vale e duas bandas locais.

O blog apura informações sobre a empresa que seria principal beneficiaria do esquema, e se os valores da licitação são compatíveis com o de mercado.

Com fama de gastador e farrista, Rodrigues de Iara vem ‘estourando’ licitações na cidade. Uma rápida pesquisa pelos portais de transparência aponta gastos estratosféricos pelo município. São licitações que chegam à 1,5 milhões para aquisição de material de informática e 600 mil para construção de uma única praça.

O caso é grave e tão logo deverá chamar atenção do Ministério Publico. É aguardar e conferir !!!.

Deixe uma resposta