MP apura omissão do prefeito de Açailândia em suporte a pessoas em condições de ruas

Após denúncia sobre a situação de pelo menos 15 pessoas que estão vivendo em condições de ruas sem nenhum amparo no município de Açailândia, o Ministério Público Estadual investiga a omissão do prefeito Aluísio sobre o caso.

De acordo com um levantamento realizado pela instituição, em Açailândia 15 pessoas vivem em situação de rua e é dever do Serviço de Assistência Social informar entre outros parâmetros da invisibilidade desses cidadãos as condições de: saúde, alimentação e moradia, que não tem uma efetividade nos princípios da Carta Magna de 1988.

O Procurador Geral de Justiça recebeu um ofício com o assunto: “adesão ao Plano de Atuação em Defesa de Direitos Humanos para a garantia dos direitos das pessoas em situação de rua, que informou que a quantidade de pessoas em situação de rua no Município de Açailândia é como sendo de 15 (quinze) pessoas.” O caso segue sendo apurado.

 

Deixe uma resposta