Assis Ramos volta a ser investigado por contratações ilegais

Radiologistas que passaram no último concurso público realizado pela Prefeitura de Imperatriz, acusam o prefeito Assis Ramos de contratação precária de técnicos em radiologia, baseados na convocação de aprovados em concurso público regido pelo Edital nº 001/2019.

O Ministério Público Estadual pediu para que a Secretaria Municipal de Saúde apresente, no prazo de 10 dias, informações sobre os servidores contratados, especialmente os técnicos em enfermagem e em radiologia, encaminhando cópias das respectivas portarias de nomeação de cada servidor e das leis que criaram os cargos em referência.

A instituição também solicitou que seja justificado quais são as razões das contratações precárias que estão causando danos às nomeações dos aprovados em concurso público.

Deixe uma resposta