Série de contratações ilegais coloca Assis Ramos e Secretários de Imperatriz em apuros

Após suspostamente ter contratado de forma precária educadores físicos para trabalhar na prefeitura, o Prefeito Assis Ramos é investigado mais uma vez pelo Mistério Público Estadual. De acordo com informações, o gestor tem se negado a convocar profissionais aprovados no concurso público regido pelo edital nº002/2019.

Em uma reunião com os aprovados no concurso, foi constatado que dos sete servidores que estão trabalhando de forma ilegal, dois deles ocupam os cargos em comissão de diretor de departamento e coordenador de saúde II, conforme consulta ao Portal da Transparência do Município de Imperatriz, outros três estão lotados na Atenção Básica da Secretaria de Saúde e dois na Secretaria de Esportes Lazer e Juventude.

No Despacho-6ªPJEITZ – 62021 informa que o concurso em questão se encontra dentro do prazo de validade e que a convocação dos aprovados constitui ato discricionário da administração.

Junto com o prefeito, são investigados os secretários das pastas de administração, saúde e esporte.

Deixe uma resposta