Paula Azevedo tem 10 dias para exonerar subprocurador parente do vice-prefeito de Paço do Lumiar

Um caso de nepotismo registrado no município de Paço do Lumiar pegou a prefeita Paula Azevedo de surpresa. A situação colocou a gestora em calças curtas, após o Ministério Público pedir que, no prazo de 10 dias, exonere o Subprocurador Abner Barroco Vellasco Austin, vinculado à Procuradoria Geral do Município de Paço do Lumiar.

De acordo com informações, Abner Barroco Vellasco Austin é ocupante de um cargo comissionado e detém relação de parentesco por afinidade, em segundo grau, com o vice-prefeito, Inaldo Alves Pereira.

Abner, nomeado por Paula Azevedo, é parente por afinidade do vice-prefeito, seu sogro (parentesco de 2º grau), cuja vedação está inserida na Súmula Vinculante do STF nº 13. A Promotoria de Justiça estabeleceu o prazo de dez dias para que a gestora apresente cópia do ato de exoneração e rescisão contratual de Abner.

Caso Paula Azevedo não obedeça ao pedido, o Ministério Público informou que adotará as medidas legais necessárias, inclusive por meio do ajuizamento da ação civil pública cabível e por improbidade administrativa.

 

Deixe uma resposta