Caos na Saúde de Imperatriz leva MP a investigar falta de atendimento no SUS

Após vazar informações a respeito da falta de atendimentos a inúmeros usuários do Sistema Único de Saúde, o Mistério Público Estadual decidiu investigar e fiscalizar o cumprimento da carga horária exercida pelos profissionais que integram as equipes de saúde nas Unidades Básicas de Saúde – UBS e Programa Saúde da Família – PSF, no Município de Imperatriz.

A informação é que além de não serem atendidos, os pacientes não estão sendo sequer comunicados sobre as razões das omissões nos atendimentos. A instituição alerta aos profissionais que além de eles estarem vinculados ao SUS, estão empenhados em programas públicos financiados diretamente pelo Ministério da Saúde, como é o caso do Programa de Saúde da Família (PSF).

O MP observou que é direito do cidadão saber os horários de atendimento dos profissionais de saúde vinculados ao SUS, tanto para contribuir com o controle do cumprimento de tais horários, como também para evitar esperas e filas desnecessárias.

Deixe uma resposta