Assis Ramos e três secretários municipais são investigados em Imperatriz

Após contratação precária de nutricionista pela Prefeitura de Imperatriz, o Prefeito Assis Ramos é alvo de uma investigação que apura a ilegalidade por causar danos aos profissionais aprovados no concurso público regido pelo edital nº001/2019.

Junto com o gestor, são investigados os Secretários de Administração, Saúde e o Desenvolvimento Social. De acordo com informações, em reunião realizada com os aprovados no concurso, foi apresentada documentação complementar contendo lista com 06 (seis) servidoras que ocupam os cargos em comissão de diretor de departamento, coordenador de saúde II, III, diretor executivo, coordenador hospitalar.

Ainda de acordo com informações, no Portal da Transparência do Município de Imperatriz, embora atuem como nutricionistas, tal como consta no Cadastro Nacional de Estabelecimento e Saúde – CNES e nos indícios de prova juntados. Das servidoras apontadas, 03 (três) estão lotados na Secretaria de Saúde e 03 (três) na Secretaria de Desenvolvimento Social.

Caso queiram apresentar suas versões, os investigados terão o prazo de 10 dias. O MP solicitou que os que comparecerem apresentem as portarias de nomeação dos(as) nutricionistas, bem como a lei de criação dos cargos.

Deixe uma resposta