Assis Ramos é investigado por contratação irregular de servidores públicos

O prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, a Secretária de Desenvolvimento Social (SEDES), Janaína Ramos, e o Secretário de Administração e Modernização (SEAMO), Alair Firmiano, são alvos de uma investigação que apura supostas ilegalidades na contratação temporária de assistentes sociais pela Prefeitura, causando danos e ignorando a convocação dos profissionais aprovados no concurso público do edital nº002/2019.

De acordo com informações, uma denúncia dá conta que Assis Ramos estaria desprezando a nomeação dos candidatos aprovados no concurso público nº 002/2019, mantendo profissionais contratados irregularmente nos cargos de assistente social, operador de estação de captação, tratamento e distribuição de água, e pedagogo.

Em relação ao cargo de assistente social, o Ministério Público obteve provas de contratações duvidosas para a mesma função, celebrada após o concurso público, havendo discordância entre as informações constantes no Portal da Transparência Municipal e cadastro no CadSus.

Os investigados terão o prazo de 10 dias para apresentarem suas versões sobre o caso. Caso eles não respondam no prazo estipulado, o Ministério Público Estadual irá considerar os autos conclusos para deliberação.

Deixe uma resposta