Matões: Ferdinando Coutinho é acusado de nepotismo e enriquecimento ilícito

O prefeito de Matões, Ferdinando Coutinho, está sendo acusado da prática de nepotismo, enriquecimento ilícito, danos ao erário e atentado aos princípios da Administração Pública e vai responder a um inquérito sobre acusação de ato de improbidade administrativa.

Segundo o promotor Renato Ighor Viturino, uma Notícia de Fato foi instaurada para apurar preliminarmente a suposta prática de improbidade administrativa pelo prefeito e de possíveis funcionários fantasmas.

Os supostos funcionários fantasmas são: Huderson Revetria Ribeiro Loureiro, José Barros Marinho Neto, Lidiane Gomes Adriano, Lothar Mateus Seabra e Silva, Milena de Oliveira Sousa e Raimundo Moura.

Como parte das investigações, são feitas coletas de informações, depoimento, certidões, perícias. O prazo de conclusão do inquérito é de um ano.

 

Deixe uma resposta