Esquema de compra ilegal de combustível pela Câmara de Estreito é alvo de investigação

Um esquema que envolve um contrato para aquisição de combustíveis e lubrificantes para abastecimento de veículos que servem à Câmara de Vereadores de Estreito é alvo de uma investigação do Ministério Público que apura irregularidades no Pregão Presencial nº 001/2018.

De acordo com informações, a Câmara de Vereadores de Estreito firmou contrato de fornecimento de combustíveis e lubrificantes, durante o ano de 2018, com empresa que não comprovou sua regularidade fiscal e com preços superiores ao estabelecido no mercado, o que pode acarretar em ato de improbidade administrativa do art. 10, I e VIII da LIA e crimes previstos no art. 312, CP e art. 92 da Lei nº 8.666/1993.

O Ministério Público designou a Técnica Ministerial, Conceição de Maria Viana Egypto Felix, para exercer a atividade de secretária nas investigações.

Deixe uma resposta