Desgoverno, inflação, crise política e caminhoneiros patriotas param o Brasil

Em meio a maior crise sanitária já vivida pela humanidade e em uma das piores crises econômicas já vivida pelo país, em que o governo Bolsonaro não tem uma carta na manga e nem apresenta um plano de escape, caminhoneiros Bolsonaristas realizam paralisação por mais de 24 horas e colaboram para o aumento da crise no Brasil.

No Maranhão, eles interditaram dois pontos da BR-230, sendo um na saída da cidade de Riachão, a 920 km de São Luís, e outro na saída para a cidade de São Raimundo das Mangabeiras, a 1.525 km da capital.

O protesto dos caminhoneiros é a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro e contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Os caminhoneiros não permitem a passagem de caminhões de carga, com exceção dos que transportam medicamentos e produtos perecíveis. Ônibus, vans e veículos de passeio também estão transitando pelo local.

Além do Maranhão, outros 14 Estados registram bloqueios em estradas: Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, São Paulo e Pará.

Deixe uma resposta