Funcionário da Vale foi assassinado por crime elaborado pela própria esposa, afirma Polícia Civil

Um funcionário da Vale, identificado como Charles Cutrim, assassinado no dia 27 de março de 2020, foi vítima de um crime elaborado pela sua própria esposa. É o que aponta a investigação da Polícia Civil do Maranhão.

Charles Cutrim de Sousa foi alvejado com disparos de arma de fogo na porta de casa, no Residencial Renascer, na área do Maiobão, em Paço do Lumiar, região metropolitana de São Luís.

A polícia descobriu que a mulher contratou dois homens para executar o crime pelo valor de R $ 15 mil, com pagamento em 20 parcelas. Ela teria dado R $ 1.500,00 como entrada e o restante do valor dividido em parcelas de R $ 700,00 pagas via depósito bancário.

Charles Cutrim possuía um grande patrimônio pessoal e seguro de vida. A polícia acredita que outras pessoas estão envolvidas na participação do assassinato.

Deixe uma resposta