Diego Sá revela perseguição política dentro da OAB-MA

O advogado Diego Sá, candidato à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil (MA), revela que a atual gestão tem praticado perseguição política dentro da Ordem. Por exercer um cargo eletivo, Sá ainda não foi defenestrado da gestão de Thiago Diaz, mas disse que tem um desgaste mesmo antes das eleições.

“Fomos eleitos juntos e eu exerço um cargo eletivo, assim como o dele. O desgaste já vem de longas datas, não foi algo ligado à proximidade da eleição. Nós, da CAAMA, apenas decidimos não expôr o mau clima interno e várias ações que foram de encontro aos nossos princípios e o que a gente defende para a advocacia”, disse Diego Sá em entrevista à Carta Política.
Sá exemplificou que na campanha de vacinação da H1N1, a Ordem não ajudou na divulgação. “Ora, imagine um advogado que perdeu a vida por falta de conhecimento que tínhamos a vacina, gratuita. Trata-se da vacina tetravalente, muito mais completa que a disponível nos postos de saúde. Enfim, é um exemplo importante e deveria estar acima de quaisquer questões políticas”, revelou.
Diego Sá uniu a oposição em torno de sua candidatura e pode ser uma pedra no sapato do intuito de Thiago Diaz prolongar seu controle sob a Ordem.

Deixe uma resposta