Tentativa de Lupi pressionar Flávio Dino foi um verdadeiro fracasso

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi esperava sair do encontro com o governador Flávio Dino, nesta terça-feira (20), com o compromisso de apoio ao pré-candidato do seu partido ao governo em 2022, senador Weverton Rocha, mas teve que se conformar apenas com a fotografia explorada ostensivamente nas redes sociais.

Lupi, que chegou ao Maranhão dando a impressão de que arrancaria o compromisso de Dino de apoio a Weverton, saiu do encontro falando mansinho, em conquistar o coração do governador, sem a arrogância demonstrada durante uma entrevista à TV Meio Norte quando afirmou que Rocha seria candidato com ou sem o apoio do Palácio dos Leões.

Como era de se esperar, a conversa aconteceu em clima de descontração, a final o PDT faz parte da aliança governista e Lupi faz acenos ao PSB na corrida presidencial para Ciro Gomes, mas nada relacionado a compromisso envolvendo sucessão estadual.

O governador solicitou ao dirigente pedetista e ao pré-candidato que não se precipitem em fechar questão sobre candidatura e aguardem o desfecho do processo.

A precipitada investida de Lupi e Weverton ficou a sensação de mal sucedida. O semblante do senador na fotografia deixa transparecer que ele esperava sair do encontro com outra resposta.

E Lupi, que parecia um leão na entrevista à TV Meio Norte, se comportou como um cordeirinho diante do governador.

Para sua contrariedade, terá que esperar até novembro, prazo estipulado pelo governador para definir qual dos pré-candidatos do grupo terá o seu apoio.

E o figurino desenhado pelo governador não veste no senador do PDT.

Deixe uma resposta