BOMBA BOMBA! Família do Deputado Juscelino Filho ameaça quilombolas em Santa Inês

O Moquibom – Movimento Quilombola do Maranhão – publicou nota de repúdio contra os atos de violência cometidos ao Quilombo Cuba, que fica no município de Santa Inês.

A denúncia é que o quilombo está sendo invadido pelo fazendeiro conhecido como Doutor Felipe Bringel. Além de desmatar com motosserra uma área do quilombo, o primo do Deputado Federal Juscelino Filho está ameaçando os quilombolas dizendo que “passa por cima de todos que entrarem em sua frente”.

Esse jeito truculento da família Juscelino Filho já é conhecido na região. O tio do Deputado Juscelino Filho é o ex-prefeito de Santa Inês, Roberth Bringel, que tem sua fama de arrogante e de humilhar as pessoas. O que faz a comunidade buscar apoio aos movimentos sociais por medo de ser dizimada pela impunidade e poderio do parlamentar.

Leia a seguir a nota de Repúdio do Moquibom:

NOTA DE REPÚDIO

O Movimento Quilombola do Maranhão – MOQUIBOM vem a público repudiar veementemente os atos de violência que a Comunidade quilombola de Cuba, em Santa Inês – MA , vem sofrendo.
O Quilombo Cuba está sendo invadido pelo fazendeiro conhecido como Doutor Felipe Bringel, segundo relatos dos quilombolas, Felipe Bringel, está desmatando com motosserra uma reserva antiga deixada por seus ancestrais. Diante da resistência , o fazendeiro está ameaçando passar por cima de tudo e todos, porque ele teria comprado as terras de outro fazendeiro conhecido como Egberto. Além disso, diz não reconhecer nenhum Quilombo no município de Santa Inês. Hoje, 16 de junho, o fazendeiro tentou invadir e iniciar o desmatamento com trator, mas os quilombolas não permitiram, colocando cadeado na “Cancela”. Diante disso o fazendeiro prometeu voltar amanhã, dia 17 de junho.
Dr. Felipe Bringel ao invadir e comentar que não reconhece quilombolas naquele território está violando a Constituição Federal e a Convenção 169 da OIT. Dizer que a comunidade de Cuba não é Quilombola é racismo.
Segundo os quilombolas de Cuba, até o momento não tiveram o direito de registrar essas ocorrências na Delegacia de Polícia Civil de Santa Inês.
Solicitamos que o Ministério Público Estadual e Federal , a Secretaria de Meio Ambiente, a Secretaria de Igualdade Racial, a Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular, a Secretaria de Segurança Pública e demais órgãos competentes tomem as providências cabíveis afim de combater a violência e o racismo que matam Corpos-Territórios .
Convocamos as organizações que defendem a vida a se juntarem aos quilombolas dos Quilombos de Cuba, Marfim e Onça na defesa do Direito de viverem em Paz em seu Territórios no qual tecem todos os dias os fios do Bem Viver.
Seguimos de pé, em Luta pelo Direito de Viver e Proteger a Mãe Terra para guardar a Memória dos nossos Ancestrais e garantir o futuro das próximas Gerações .

Movimento Quilombola do Maranhão – MOQUIBOM
16 de junho de 2021

01 – Quilombo Nazaré
02 – Quilombo Rosário
03 -Quilombo Mundico
04 – Quilombo Bacuri
05 – Quilombo Boa Esperança II
06 – Quilombo Santa Luzia
07 – Quilombo Cocalinho
08 – Quilombo São José dos Brito
09 – Quilombo Juçaral
10 – Quilombo Aranha
11 Quilombo Rio do Curral
12 – Quilombo Santo Antônio do Costa
13 Quilombo Cruzeiro e Triângulo
14 Quilombo Açude
15 Quilombo Boi de Carro
16 Quilombo Pindobal de Fama
17 Quilombo São Roque
18 Quilombo Bem Fica
19 Quilombo Vivo
20 Quilombo Guerreiro
21 Quilombo Santa Rosa
22 Quilombo Mata de Pantaleão
23 Quilombo São Raimundo
24 Quilombo Pau Pombo
25 Quilombo Faxina/Bom Que Dói
26 Quilombo Janaubeira
27 Quilombo Ponta
28 Quilombo Cedro
29 Quilombo Iteno
30 Quilombo Chapadinha

Deixe uma resposta