Atenção, TJ-MA! Vereadores de Rosário dividiram secretárias e cargos antes de iniciar sessão que terminou em cassação de chapa eleita nas eleições de 2020

Carlos do remédio é o líder do processo de cassação no município de Rosário Na manhã desta quarta-feira (19), a Câmara de Vereadores de Rosário cassou o mandato do prefeito José Nilton Pinheiro Calvet Filho (PSC) e da vice-prefeita, Claudia Fernanda Ferreira Anceles (PT).

Os dois são acusados de corrupção, fraude em licitação, rachadinha.

Dos treze parlamentares, 9 votaram pela cassação da chapa do prefeito. Apenas os vereadores Valter Costa, Neco Pedrosa, Cléo Dantas e Kiko votaram a favor de Calvet Filho.

No dia 25 de março, a Câmara de Rosário abriu um processo de cassação contra a chapa do gestor.

Uma comissão especial composta por três vereadores foi formada para iniciar os trabalhos de coletas de depoimentos e oitivas, e então emitir um parecer.

O prazo final da Casa Legislativa era de 90 dias, de acordo com o Regimento Interno.

O blog do WS foi informado que os vereadores responsáveis pela cassação em Rosário, teriam dividido cargos e secretárias bem antes do início da sessão. O presidente da Câmara montado toda a trama para assumir o comando da cidade, mesmo não sendo eleito pelo voto popular. Cabe agora ao Judiciário barrar essa verdadeira imoralidade.

Deixe uma resposta