Prefeito de Cidelândia, Fernandinho, é investigado por contrato milionário com a Florescer Editora

O prefeito de Cidelândia, Fernando Teixeira, volta a ser alvo de uma investigação do Ministério Público que aponta uma possível fraude no processo licitatório destinado à contratação da empresa Florescer Editora E Distribuidora e pode responder por ato de improbidade administrativa.

De acordo com informações, a Procuradoria-Geral de Justiça tomou conhecimento de um possível esquema criminoso envolvendo um de grupo de empresas com atuação em vários municípios maranhenses, todas elas, ao que parece, capitaneadas pela empresa Florescer Editora e Distribuidora, que tinham o objetivo fraudar licitações para fornecimento de livros didáticos, custeados com recursos federais e estaduais em municípios maranhenses.

O Tribunal de Contas da União destaca que entre os anos de 2015 e 2019 foi verificado que a empresa Florescer Editora e Distribuidora firmou pelo menos 70 contratos com diversos municípios maranhenses, totalizando mais de R$ 24,6 milhões, na maior parte das vezes por meio de certames em que era a única concorrente ou por contratações diretas.

Ainda de acordo com o Tribunal de Contas da União, outras empresas ligadas ao sócio da Florescer Editora e Distribuidora, o senhor Demerval Viana Pinheiro, também firmaram contratos vultosos com municípios maranhenses, em contratações semelhantes, alcançando mais de R$ 43 milhões em verbas públicas em favor do grupo do qual é sócio o senhor Demerval.

O TCU destaca que foi possível elencar a participação de, pelo menos, 09 empresas no pretenso esquema criminoso, todas elas ligadas de alguma forma à empresa Florescer. Entre os municípios que firmaram contratos com a empresa, consta o Município de Cidelândia.

Deixe uma resposta