Covid-19: Prefeito de Estreito, Leo Cunha, é investigado por omitir dados

O Ministério Público pediu esclarecimento ao prefeito do município de Estreito, Leo Cunha, sobre qual é o motivo do não cumprimento do disposto no Art. 6º da Lei nº 13.979/2020 que determina a obrigação da disponibilização do boletim de casos de Covid-19 de forma transparente, atualizado, disponível e íntegro em aba específica no portal próprio de internet do município.

De acordo com informações, o município de Estreito não tem disponibilizado o boletim de casos de Covid-19 de forma transparente, dificultando a coleta de dados e elementos acerca dos casos de contaminação e vacinação no município.

A instituição determinou que o prefeito passe a informar de imediato o boletim de casos de Covid-19, quantos testes foram aplicados pelo município, o número de testes em estoque, quais as condições de acondicionamento dos testes, entre outras. A Secretária de Saúde tem o prazo de 10 dias para esclarecer o caso.

Deixe uma resposta