Covid-19: MP investiga fura fila em Codó

Após denúncia sobre fura fila para vacinação contra a Covid-19, o Ministério Público instaurou um procedimento administrativo para acompanhar a imunização no município de Codó. De acordo com informações, a instituição se sustenta na determinação do Ministério da Saúde que prioriza pelo plano nacional de vacinação os trabalhadores de saúde, população indígena, pessoas de 60 anos ou mais e pessoas com deficiência institucionalizadas.

Ainda de acordo com informações, no dia 14 de janeiro o Ministério da Saúde editou a Portaria GM/MS nº 69, que institui a obrigatoriedade de registro de aplicação de vacinas contra a Covid-19 no seu sistema de informação. Para acabar com a imoralidade, O MP desempenhou a técnica ministerial Paula Brito da Silva, para acompanhar o caso.

Deixe uma resposta