Documentos apontam superfaturamento em serviços no cartório de Morros

O blog traz agora a continuidade de um verdadeiro esquema que envolve o cartório de Morros e possíveis Magistrados, onde o lucro exorbitante seria dividido no melhor estilo “rachid’.

Os valores que estão sendo cobrados em serviços pode ser alvo de investigação e levar os envolvidos para a mesa dos réus.

A responsável pela Serventia de Morros, Vânia Muniz Lobato, decidiu dominar o mercado no Munim. Prova disso são os rompantes que a bela jovem tem ao bater no peito e afirmar que vai dominar todos os cartórios da região, nem que para isso tenha a força de pessoas de toga.

Como dito anteriormente aqui no blog, o Tribunal de Justiça do Maranhão e Conselho Nacional de Justiça devem acionar o cartório, uma vez que pode estar havendo desvio de dinheiro em função de superfaturamento.

Documento obtido com exclusividade mostra a assinatura de Maurivânia França Muniz Lobato, em 27 de maio de 2020. O recibo é relativo à prestação de serviço de certidões de documentos.

Porém, a tabela de preços sugeridos pela prestação de serviços com 1 folha é de R$ 39,80.

Vânia cobrou, como mostra documento em anexo, 13 vezes a mais pelo valor do serviço.

O TJMA e CNJ deverão entrar em ação e procurar qual o destino do restante do recurso.

Vânia é conhecida por um episódio de sequestro, pauta da nossa próxima matéria.

Deixe uma resposta