A Turilândia de mentira de Paulo Curió

A nova Turilândia prometida em comícios durante as eleições de 2020 ficou apenas nos registros feitos por curiosos durante as calorosas reuniões do bando de Curió, no município.

Que o histórico do grupo que hoje comanda Turilândia é péssimo, isso o Maranhão inteiro já sabe. Agora que a nova geração de políticos da família não seria diferente do que foi o pai quando político, é novo para a grande maioria do povo que tem laços pela região do alto turi e baixada maranhense.

Após assumir o município de Turilândia, Paulo Curió, tratou de assinar dois contratos para lá de suspeitos e de superfaturados. Um tem como objeto a aquisição de materiais de expedientes e que ultrapassa R$ 1,8 milhão de reais.

O blog trará mais detalhes da primeira aquisição milionária da prefeitura na próxima reportagens, após questionar o Ministério Público.

Além de dois contratos suspeitos, este blog já tomou conhecimento de algo que é recorrente em gestões pelo Maranhão a fora e que logo de início ocorreu em Turilândia: a farra dos “marajas”, pessoas que recebem dinheiro em órgãos públicos sem ao menos pisar nos postos de trabalho. Amantes, apadrinhados e ex-esposas de amigos próximos, todos nomeados e recebendo salário como se trabalhando estivessem.

Enquanto a farra de alguns é bancada com recursos públicos, a população sofre sem estradas, remédios nos postos de saúde e o município se torna um verdadeiro caos.

É o povo bancando as mordomias e os luxos de quem sempre teve uma única ocupação: desviar dinheiro público.

Continuaremos…

Clique e veja a situação vexatória das estradas vicinais do município de Turilândia:

IMG_2463

Deixe uma resposta