Raimundo Penha se desespera ao saber que TCE pode passar pente fino na militância empregada no Detran

Com o pedido do deputado estadual Wellington do Curso, o Tribunal de Contas do Estado Maranhão (TCE/MA) pode, a qualquer momento, começar a investigar os contratos realizados pelo Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão com empresas terceirizadas. Com isso, a militância do PDT, que ajudou a eleger o vereador Raimundo Penha e que ocupa grande parte dos cargos do Detran, está ameaçada.

O vereador está desesperado ao pensar que pode perder parte dos seus apoiadores com a possibilidade do fim da “militância contracheque” do PDT. Segundo Wellington, os contratos ultrapassam R$ 14,5 milhões de reais para contratação de mão de obra terceirizada, incluindo quinze advogados, somente no ano de 2020.

Wellington destacou ainda que o valor é três vezes maior se fosse gasto com a nomeação de servidores aprovados em concurso público.

10 pensou em “Raimundo Penha se desespera ao saber que TCE pode passar pente fino na militância empregada no Detran

    • Se os órgãos competentes para fiscalizar como o Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado certamente imoralidade como essas não ocorria no Governo do estado.
      Infelizmente não é isso que acontece, por isso o Maranhão é um estado que as leis da República são mais ameaçadas e desrespeitadas , principalmente, pela a omissão das autoridades competentes quem tem o dever de coibir tais práticas , mas faz de conta que está td certo.
      Eita Maranhão de podridão e sujeira.

  1. Vários terceirizados já estão de aviso prévio, mas o Detran selecionou apenas aqueles com indicações mais fracas.
    Os militantes do PDT continuam, mas somente até as autoridades intervirem.
    No Instagram do sindicato dos servidores do Detran (@sinsdetran), consta a informação que o Detran está agindo de má-fé perante o Ministério Público do Trabalho e a Justiça do Trabalho.
    E mais, diz que a terceirização pode ser extinta totalmente após uma inspeção judicial no Detran.
    Recentemente, saiu na mídia que uma vereadora de Morros (PDT) consta como advogada contratada terceirizada do Detran.
    O Detran é uma festa: de ilegalidades.

  2. Detran é cheio de terceirizados, estagiários, um gasto excessivo, absurdo, mas não nomeiam os aprovados. Já passou da hora de acabar com essa farra de cabide eleitoral.

  3. Que seja feita a limpeza das compensações, que seja nobre a luta por ecessos de gastos, que sejam efetivados quem estudou, quem dedicou-se sem apadrinhamentos ao ingresso no Detran..Avante TCE 👏👏👏

  4. Minha opinião é muito simples e objetiva: peçam (autoridades) a lista dos terceirizados do Detran e analisem o vínculo de apadrinhamento de cada um. O resultado não será outro senão o de que a grande maioria é do PDT, alguns do PCdoB, outros são cabos eleitorais ou vinculados a estes, e os demais incluem até parentes de autoridades (eis, aqui, uma das maiores imoralidades), sem contar os parentes de servidores comissionados.
    Só para se ter uma idéia, a candidata a vice-prefeita (PDT) de Neto Evangelista tem cargo lá.
    É uma farra.

  5. ***** A diretoria do Detran tem comido o pão que o diabo amassou para conseguir renovar os contratos milionários com as empresas fornecedoras de mão de obra terceirizada. *****
    Tudo caminhava muito bem, e a diretoria do Detran já comemorava mais um aditivo dos contratos de terceirização para até 31/12/2023. É isso mesmo! 2023. Pasmem!
    É importante ressaltar que esses contratos custam cerca de 4,5 milhões para os cofres públicos, além servirem como gabide de empregos para indicados políticos.
    A diretoria do Detran só não contava com a brava e altamente técnica atuação da nova composição do Sindicato dos Servidores do Detran (Sinsdetran), que vem travando uma verdadeira guerra extra e judicial contra as astuciosas práticas da autarquia de trânsito para ludibriar as autoridades competentes, como o Ministério Público do Trabalho e a Justiça do Trabalho.
    Para complicar mais ainda a vida dos atuais gestores do Detran, o Deputado Wellington do Curso entrou na guerra, dedicando-se ao caso com firmeza.
    A terceirização no Detran era para ter cessado no dia 31/12/2020, segundo determinação do Juízo da 2* Vara do Trabalho de São Luís, que só autorizou a permanência dos terceirizados da área de Informática, em virtude de peculiaridades do sistema informatizado do Detran.
    Ocorre que, sorrateiramente, o Detran acionou o Plantão Judicial, induzindo o juiz plantonista a erro, o que culminou em uma autorização para aditar os contratos por mais 60 (sessenta) dias.
    Detectada a má-fé processual, e já devidamente comunicada às autoridades competentes, tudo indica que esse imbróglio ainda vai acabar em uma vara criminal.
    #FIMDATERCEIRIZAÇÃOILÍCITA
    #NOMEAÇÃODOSAPROVADOSJÁ
    #FORADALEINÃOHÁSALVAÇÃO

  6. Dificilmente os órgãos fiscalizadores irão fazer alguma coisa. O PDT manda e desmanda nas instituições sem nenhum pudor. O DETRAN é um exemplo disso, um puxadinho do senador Weverton!

Deixe uma resposta