Oligarquia de Edilson Baldez no sindicato do baronato se arrastará por mais quatro anos

O atual presidente da Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), Edilson Baldez, ficará no cargo por, no mínimo, 16 anos.

Com a reeleição na última sexta-feira, 22 de janeiro, Baldez garantiu mais quatro anos à frente da Fiema e completará em junho de 2025, 16 anos à frente da entidade.

A oligarquia formada na Fiema garantiu também a reeleição do vice-presidente Francisco Sales de Alencar.
Não se sabe o segredo de garantir uma sinecura por tanto tempo, mas o blog do Werberth Saraiva vai trazer, nos próximos dias, as benesses de representar o sindicato do baronato que conseguiu manter a “mamata” no Governo Bolsonaro.

Deixe uma resposta