MP se cala sobre ausência de portal da transparência em Turilândia

O município de Turilândia é o único da baixada que ainda não possui um portal da transparência, o que dificulta o acesso a informações sobre recursos recebidos e gastos com contratações. O principal beneficiado com a falta de transparência é o prefeito de Turilândia Paulo Dantas Silva Neto, o Paulo Curió.

A população tem cobrado uma postura mais ativa do promotor de justiça Hagamenon de Jesus Azevedo, titular da Comarca de Santa Helena, da qual Turilândia faz parte. Falta ao representante do Ministério Público na região, a iniciativa de cobrar o gestor municipal e exigir a criação do portal da transparência, bem como a atualização do mesmo.

Vale lembrar que, segundo relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), Paulo Curió recebeu uma parcela do auxílio emergencial, no valor de R$ 600,00, mesmo com um patrimônio de meio milhão de reais.

A postura e o histórico do gestor deveriam alertar o MP, mas o órgão segue inerte diante das incoerências do prefeito, que prometeu escrever uma nova história em Turilândia.

Deixe uma resposta