Justiça Federal aceita mais uma denúncia contra o ex-prefeito de Esperantinópolis

A Justiça Federal do Maranhão aceitou mais uma denúncia contra o ex-prefeito de Esperantinópolis, Raimundo Jovita. Segundo a denúncia, o ex-gestor cometeu irregularidades na aplicação de quase R$ 150 mil que foram destinados pelo Fundo Nacional de Saúde para ampliação de uma Unidade do programa Saúde da Família.

Segundo a Ação, duas propostas foram firmadas visando à ampliação da Unidade de Saúde Familiar – USF do Povoado de Bom Princípio, Zona Rural de Esperantinópolis, com o repasse do montante de R$ 144.510,00 (cento e quarenta e quatro mil quinhentos e dez reais), destes, R$ 28.902,00 (vinte e oito mil novecentos e dois reais) no ano de 2013; e R$ 115.608,00 (cento e quinze mil seiscentos e oito reais) em 2015, da qual não prestou as devidas contas ao órgão competente via sistema SISMOB e nem executou o objeto do repasse.

Notificado, o ex-prefeito Raimundo Jovita apresentou defesa e negou o cometimento de atos ímprobos contra os cofres públicos. Ao analisar os pedidos, o juiz federal Deomar da Assenção aceitou a denúncia e tornou réu o ex-prefeito Raimundo Jovita.

Deixe uma resposta