Governo do MA atrasa salário de profissionais de saúde em cinco cidades

Em meio à pandemia e no momento que todas as atenções estão voltadas para a importância e valorização dos profissionais de saúde, no Maranhão, o governo do Estado, percorre o caminho inverso e destoante dos discursos proferidos no púlpito do Twitter, feitos pelo governador Flávio Dino (PCdoB).

Sob ameaça de exoneração em caso de paralisação, profissionais da área da saúde das cidades de Barreirinhas, Itapecuru-Mirim, Santa Inês, Caxias e Balsas estão com os salários atrasados em dois meses.

A responsabilidade de pagamento é da Secretaria Estadual de Saúde (SES), gerenciada pelo advogado Carlos Lula. Trata-se das unidades dos hospitais regionais da rede estadual. O Instituto Acqua é responsável pela folha de pagamento de Balsas, enquanto a Emeserh realiza o pagamento das demais cidades citadas na matéria.

A franca artilharia contra o presidente Jair Bolsonaro tem atrapalhado o titular da SES, Lula, e o governador, Flávio Dino, a cuidar dos interesses de sua rede de saúde. Os funcionários clamam pelos pagamentos referentes aos meses de novembro e dezembro de 2020.

Com a palavra, Carlos Lula e Flávio Dino.

Deixe uma resposta