Codó: crime cibernético cometido por membro da gestão de Francisco Nagib, está proibindo o trabalho da atual administração

Como meio de sabotar a nova administração do município de Codó, um funcionário ainda não identificado, mas que fazia parte da antiga gestão de Francisco Nagib, cometeu um crime cibernético prejudicando o andamento dos serviços da atual administração.

De acordo com informações, o servidor criptografou de forma silenciosa e maliciosa informações dos computadores do Centro de Processamento de Dados – CPD, que hoje recebe o nome de Tecnologia da Informação – TI, local este onde fica todos os sistemas computacionais da prefeitura.

O crime está gerando um prejuízo incalculável ao município, impossibilitando que sejam realizadas inúmeras atividades essenciais para funcionamento normal dos serviços públicos. A prefeitura já declarou que vai tomar as providencias necessárias para que os responsáveis sejam punidos.

Deixe uma resposta