Prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, é investigado por ausência de pagamentos para oferta de aparelho auditivo para paciente do SUS

O prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, é investigado por ausência de pagamentos para a oferta de aparelho auditivo para paciente do SUS. De acordo com informações, os pagamentos deveriam ser realizados ao Centro Auditivo Otodiagnose pela Secretaria Municipal de Saúde. O Ministério Público apura o caso para que seja tomada as medidas cabíveis para solucionar o problema.

Ainda de acordo com informações, a investigação iniciou após a Promotoria de Justiça tomar conhecimento da negativa de fornecimento do aparelho auditivo aos pacientes do SUS por parte da Clínica Centro Auditivo Otodiagnose, que alega a ausência de pagamentos por parte da Prefeitura de Imperatriz.

O Centro Auditivo Otodiagnose foi contratado para execução do Projeto Ouvir, integrante da Política Nacional de Atenção à Saúde Auditiva. A suspensão do serviço impede o acesso à saúde das pessoas portadoras de deficiência auditiva, direito fundamental pela Constituição Federal.

Deixe uma resposta