Prefeito de Paulo Ramos, Deusimar Serra, age de forma enganosa e covarde com trabalhadores

O prefeito do município Paulo Ramos, Deusimar Serra, agiu de forma enganosa e covarde com cerca de 50 mototaxistas que trabalhavam no posto “Liberdade”, localizado no centro da cidade. De acordo com informações, a prefeitura desejava realizar uma obra no local, mas não disponibilizou um espaço para que os profissionais pudessem trabalhar com tranquilidade, que resistiram em abandonar o espaço sob a ameaças de violência. 

No meio do imbróglio, a Polícia Militar foi acionada, mas depois de um acordo com secretário de Obras do Município, Francisco Quincas, as partes decidiram pela instalação de uma tenda para abrigar os profissionais. 

No entanto, na madrugada de quarta-feira (25), na calada da noite, o prefeito Deusimar Serra avançou com as máquinas e desmanchou o posto “Liberdade”, e sem construir um espaço para os mototaxista que ficaram a ver navios com a atitude do gestor. 

De acordo com alguns profissionais, o ato do prefeito é mais uma de suas atitudes desrespeitosas com a população trabalhadora do município, que luta pela sobrevivência no meio de uma pandemia. 

A decisão de derrubar o posto, de modo clandestino, evidencia exatamente a desmoralização da própria administração e seus agentes. 

Deixe uma resposta